Em Ulianópolis, PM reage a execução de colega e mata 5 marginais

O cabo Moura foi executado ao proceder uma abordagem. Ao lado dele, o sargento Frazão também foi baleado, mas escapou com vida
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Banho de sangue abala o município de Ulianópolis nesta terça-feira de carnaval (25), com a morte do cabo Weberton Moura Araújo, da Polícia Militar, e da reação imediata da PM que matou, em confronto, cinco marginais. Dois dos quais responsáveis pela morte do militar e pelo baleamento do sargento José Ribamar Araújo Frazão, que foi hospitalizado e não corre risco de morte.

O atentado aconteceu quando o veículo policial fazia ronda próximo da Delegacia de Polícia Civil. O cabo Moura e o sargento Frazão avistaram dois homens caminhando pela rua e resolveram abordá-los. Quando pararam o veículo, um dos marginais sacou de uma arma e atirou nos dois PMs, matando o cabo que dirigia o carro, e ferindo o sargento.

Depois do crime, equipes da 21ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), com reforço da Batalhão de Operações Especiais (Bope) e de policiais civis da 7° RISP – Superintendência Regional do Capim passaram a caçar os marginais.

Em cerco ao primeiro local levantado, houve reação a bala e um dos marginais foi morto no confronto que se seguiu, enquanto outro foi preso. Interrogado, ele informou o local em que estavam os demais.

Novo cerco aconteceu e os suspeitos receberem a PM a tiros. Ao responderem à altura, os policiais militares mataram todos. No esconderijo foram encontradas armas, munições e aparelhos celulares, levantando a suspeita de que o grupo estava na região para cometer assaltos de grandes proporções.

VEJA NOS VÍDEOS ABAIXO:

Publicidade