Em Conceição do Araguaia, pequenos produtores de leite têm acesso à Fertilização in Vitro

Iniciativa faz parte do programa Leite Araguaia, implantando pela Emater em parceria com a Prefeitura.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Três pecuaristas de Conceição do Araguaia, atendidos pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) darão início, ainda no mês de maio, ao uso da Fertilização in Vitro (FIV) nos rebanhos.

Ontem (6), os pequenos produtores iniciaram a primeira etapa do programa Leite Araguaia, implementado em 2019 pela Emater, em parceria com a Prefeitura

O proprietário da chácara Sonho Meu, Paulo Sérgio Pereira, foi um dos capacitados pelo órgão e terá serviços especializados como a transferência de embriões e coletas de óvulos, terceirizados por um laboratório particular.

“Começaremos com 10 matrizes por aqui. Nós lutamos para melhorar o rebanho e não tínhamos essa oportunidade. Muita coisa vai mudar”, explica Paulo.

Pela primeira vez, a agricultura familiar do município terá acesso à tecnologia de ponta. “Esse procedimento vai melhorar geneticamente os animais da nossa região, que são considerados animais comuns”, relata Neilton Araújo, Secretário Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio de Conceição do Araguaia.

Segundo ele, o embrião chega com sete dias de vida e é implantado nos receptores. “Os bezerros terão alto valor genético e a produção será expressiva. É muito bom termos essa parceria, para trazer tecnologia de ponta aos pequenos produtores”, esclarece Neilton.

O secretário comenta que, em Conceição do Araguaia 14 pequenos produtores rurais já são atendidos e orientados através do programa Leite Araguaia. “Alguns deles estão abertos à novas tecnologias e de imediato, três pecuaristas se interessaram e tiveram animais disponíveis para iniciar este trabalho”, conclui.

Publicidade

Posts relacionados