Dupla de golpistas ladrões de carros presa em flagrante pela PM em Parauapebas

As vítimas dos espertalhões eram pessoas que alugavam carros e emprestavam aos vigaristas ou até sublocavam a eles. O veículo, não devolvido, era vendido fora do município
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Polícia Militar prendeu, em flagrante, na noite de ontem (1º), em Parauapebas, Jason Robert Gomes de Oliveira e Daniel Fernandes Souza. Eles vinham aplicando um golpe na cidade, que consistia em solicitar emprestado um veículo alugado por outra pessoa, ou até mesmo pagar pela sublocação, e desaparecer com o carro, que era vendido fora do município.

O golpe seguia um roteiro, segundo o qual, Jason, por meio de redes sociais, entrava em grupo de amigos ou conhecidos e fazia amizade com as pessoas, a ponto de se conhecerem pessoalmente, estreitarem a amizade e até beberem e comerem juntos.

Após adquirir a confiança das pessoas, Jason escolhia uma que tivesse alugado um carro. Pedia que esta lhe cedesse o veículo para trabalhar como transporte de passageiros por aplicativo, a fim de ganhar um dinheiro rapidamente, ou para outra finalidade. Em certos casos, ele até pagava pela sublocação.

Após estar de posse do veículo, o repassava a Daniel, que desaparecia com o carro, vendido fora da cidade, enquanto Jason enrolava até a exaustão o amigo que lhe havia cedido o veículo e, em seguida também desaparecia. Várias pessoas que caíram na conversa de Jason estão amargando enorme prejuízo, pois, terão de pagar à locadora o carro furtado.

Na noite de ontem, uma mulher da qual Jason se aproximou e estava a ponto de entregar-lhe um automóvel alugado, foi alertada por um amigo que já havia caído no golpe, e solicitou imediatamente a ajuda da Polícia Militar.

Quando Jason foi buscar o automóvel na casa daquela que seria sua próxima vítima, foi recebido pelos policiais militares e, interrogado, não pensou duas vezes para entregar Daniel, que já estava aguardando o veículo em um posto de combustíveis da Rua JK, no Bairro Rio Verde, e também recebeu voz de prisão.

Nos celulares de ambos, os policiais detectaram conversas entre eles, deixando claro que Jason Robert Gomes de Oliveira passaria o veículo da vítima para Daniel Fernandes Souza, a fim de que este o vendesse.

Na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, para onde os dois foram conduzidos, os policiais de plantão levantaram que contra Jason existem três processos criminais: um no Estado de Goiás, pelo crime de estelionato, e outros dois em Parauapebas, por furto e também estelionato. Os dois já estão ocupando celas na Cadeia Pública.

(Caetano Silva)