Dia D da campanha de vacinação contra o sarampo será nesse sábado

Mais de 60 profissionais vão trabalhar mobilizados na imunização de pessoas entre 5 e 19 anos de idade
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

As crianças e os jovens, na faixa etária de 5 a 19 anos, são o foco da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo, em 2020. Em Canaã dos Carajás, o dia D da campanha será realizado neste sábado, 15, em 6 unidades de saúde e na Escola Benedita Torres, que fica próxima da Unidade Novo Brasil que está em reforma. A Secretaria Municipal de Saúde informou que 65 profissionais, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes de saúde e auxiliares de limpeza, vão estar envolvidos na campanha do Dia “D” que inicia a partir das 8h da manhã.

A campanha realizada pelo Ministério da Saúde traz como tema “Mais proteção para a sua família” e busca sensibilizar os pais sobre os riscos de não vacinar os filhos porque o sarampo é uma doença grave e pode matar. O Governo Federal encaminhou para todos os estados 3,9 milhões de doses de vacina tríplice viral, 9% a mais do que foi solicitado. O objetivo é mobilizar os estados e os municípios para que o Brasil seja novamente livre da circulação de sarampo.

Nos últimos 8 anos, nenhum caso de sarampo foi registrado em Canaã dos Carajás. Segundo o Coordenador da Vigilância em Saúde, Douglas Pacheco, a meta é imunizar apenas 533 pessoas. O coordenador explica que boa parte já foi imunizada durante a vacinação de rotina, que acontece durante todo o ano. “A meta não é alta porque segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde esse público de 5 a 19 anos já está praticamente todo imunizado”, esclareceu. Além das vacinas destinadas a campanha que começou na última segunda-feira, dia 10, o município também recebeu outras 369 doses para uso do calendário de rotina.

Neste sábado, os pais não devem esquecer de levarem a caderneta de vacinação, mas quem não tem também será vacinado. “Porque nós temos um sistema on line onde a gente faz a busca do registro dessa pessoa e encontrando o registro a gente verifica se essa pessoa está imunizada ou não do sarampo. Se não tiver a gente faz o esquema ou então completa o esquema dele”, enfatizou Pacheco.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir