Defesa Civil afirma que chuvas não influenciam na subida do nível do Rio Tocantins

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por Eleutério Gomes – de Marabá

As chuvas que estão caindo diariamente, pela madrugada e se estendendo por toda a manhã, em Marabá, não têm influenciado na subida do Rio Tocantins. Foi o que afirmou hoje ao blog o coordenador da Defesa Civil Municipal, Jairo Milhomem. Nesta quarta-feira o nível das águas amanheceu em 8,53 metros acima do normal, oito centímetros a mais em relação à medida do final da tarde de ontem, que era de 8,45 metros.

Milhomem, entretanto, diz que isso não sinaliza que haverá subida acelerada das águas nos próximos dias e não crê na ocorrência de enchente este ano, a exemplo dos últimos três anos “Temos uma previsão da Eletronorte de que na última semana deste mês as águas devem ultrapassar os 9 metros, mas isso também não vai chegar a desalojar ninguém”, afirma Jairo, lembrando que o nível de alerta é 10 metros acima do normal.

Sobre a possibilidade de entrar em estado alerta quando o nível do rio chegar aos 9 metros, o coordenador da Defesa Civil afirma que houve apenas uma especulação em torno do assunto, mas isso foi descartado porque “chegou-se à conclusão de que não há necessidade”.

Porém, em caso de uma subida repentina do rio, chegando ou ultrapassando os 10 metros, Jairo Milhomem afirma que a Defesa Civil está preparada para ações emergenciais. Para isso já se reuniu com os gestores das demais secretarias envolvidas no atendimento como Obras, Saúde e Assistência Social, entre outras, a fim de montar um esquema de atendimento.

“Temos tudo mapeado e com indicação de áreas críticas no Bairro Santa Rosa (Velha Marabá)], Folha 33 [Nova Marabá], Liberdade, São Félix e outras”, informa o coordenador, acrescentando que a logística para a remoção de famílias atingidas pelas águas também já está preparada e, caso necessário, contará com ajuda da Secretaria de Obras e do Exército.

O número de famílias que seriam atingidas pela enchente, segundo o que foi levantado, é de aproximadamente 300 e, para as que não  tiverem para onde ir, serão construídos abrigos na área ao lado do Ginásio da Folha 16, por trás da construção do Cine-Teatro e na entrada da Marabá Pioneira, na antiga feira coberta. As duas áreas já receberam serviços de limpeza.