CURIONÓPOLIS – SITUAÇÃO PRECÁRIA

Continua depois da publicidade

O prefeito de Curionópolis, Wenderson Azevedo Chamon (PMDB) está preocupado com a queda na arrecadação e a falta de organização administrativa deixada por Sebastião Curió.
Medidas imediatas e emergenciais forma tomadas pelo prefeito visando adequar a receita à atual realidade do município. Foram dispensados todos os contratados, exonerados os comissionados e os efetivos estão sendo avaliados.
Segundo um alto assessor daquela prefeitura, o que foi encontrado foi uma verdadeira bagunça administrativa. Desvio de função de servidores efetivos, inassiduidade, apaniguados, indícios de sérias irregularidades administrativas, entre outros, foram as situações apresentadas.
O Prefeito está tendo trabalho para por ordem na casa. A administração está começando praticamente do zero. Uma minuciosa apuração está sendo realizada pelos funcionários. Todas as pastas estão sendo fiscalizadas e as irregularidades estarão sendo apuradas.
Pra se ter uma idéia no Hospital Municipal não havia ambulância para o socorro da população. A única do município se envolveu em um acidente e está em reparos. A demanda por uma ambulância é muito grande haja visto que o município possui vários assentamentos na Zona Rural, distantes da sede, e ainda Serra Pelada com um grande número de usuários. Para minimizar o fato, o prefeito Chamon deixou seu veículo de uso particular para atender a população, até que se providencie o reparo da ambulância e ou a aquisição de uma nova.

O prefeito pede paciência à população no sentido de ver iniciado o seu projeto de governo, apresentado durante a campanha. Por pior que se pensasse, nunca foi imaginado por ele que a situação era tão grave.