Cultura: O VII Festival Canção da Transamazônica (Fecant) começa nesta quinta (18)

Irão se apresentar 45 artistas no palco do VII Fecant durante os três dias de evento. Será um cardápio musical para todos os gostos musicais
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O VII Festival Canção da Transamazônica (Fecant) vai acontecer nos próximos dias 18, 19 e 20 de novembro (quinta, sexta e sábado), em Altamira, região do Xingu, sempre a partir das 20 horas. Uma grande estrutura foi montada na Casa da Memória, que terá acesso limitado de público devido à pandemia. Serão distribuídos R$ 56 mil em prêmios nas competições de intérpretes kids e de melhores canções nas etapas regional e nacional. Vanessa da Mata fará o show de encerramento. A programação será transmitida on-line pelo canal do Festival Canção da Transamazônica no Youtube.

O Fecant vem se destacando como um dos maiores festivais de música do Pará. O patrocínio é da Norte Energia. Apoio da Lei Semear por meio do Governo do Estado do Pará através da Fundação Cultural do Pará (FCP), e da Prefeitura Municipal de Altamira.

“Irão se apresentar 45 artistas no palco do VII Fecant durante os três dias de evento. Será um cardápio musical para todos os gostos. Estamos prontos para apresentá-lo ao público e premiar aqueles que se destacarem”, destaca a coordenadora do festival, Joelma Klaudia. “Ficarão as memórias, vivências e o encontro que Xingu proporciona para sempre”, acrescenta.

Outras atrações convidadas do VII Fecant são a banda de rock alternativo Paralelo Onze, que vai se apresentar na quinta, 18, e o duo formado por Ney.com e Jéssica Lins, na sexta, 19. No sábado, 20, Vanessa da Mata encerra o festival com o show do novo álbum “Quando deixamos nossos beijos na esquina”.

Programação

Na primeira noite do festival, na quinta-feira, 18, acontece o Fecant Kids com a apresentação de 15 crianças e adolescentes com idade até 17 anos que residem em Altamira ou na Volta Grande do Xingu. Eles foram selecionados pelo público em votação realizada pela internet e receberão, cada um, R$ 1 mil cada. Ainda, o júri vai escolher o 1º, 2º e 3º lugares que receberão prêmios de R$ 4 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil, nessa ordem.

Confira quem vai subir ao palco do Fecant Kids:

1) Thayfny Levita, de 11 anos, do bairro Casa Nova;

2) Maria Eduarda, de 14 anos, do bairro Independente;

3) Kamyla Sales, de 11 anos, do bairro Ayrton Sena;

4) Gabriel e Guilherme, de 7 anos, do bairro Sudam I;

5) Fabiana Silva, de 15 anos, do bairro Água Azul;

6) Helena Vieira, de 12 anos, do bairro Bela Vista;

7) Gaby Duarte, de 12 anos, do bairro Aparecida;

8) Valentina Clóres, de 7 anos, do bairro Catedral;

9) Esthefany, de 12 anos, do bairro Jatobá;

10) Wemelly Kaity, de 15 anos, do Casa Nova;

11) Cacá, de 12 anos, do Jatobá;

12) Lisa Oliver, de 17 anos, do Sudam II;

13) Fafá, de 14 anos, do bairro São Joaquim;

14) Adriane Neves, de 14 anos, do bairro São Francisco; e

15) Akiane, de 13 anos, do Água Azul.

Na segunda noite, na sexta-feira, 19, acontece Fecant Regional com 15 canções autorais e inéditas de artistas da região da Transamazônica, que foram selecionadas pelo júri do festival. Os 1º e 2º lugares receberão prêmios de R$ 7 mil e R$ 5 mil, nessa ordem, e também o melhor intérprete e a melhor letra receberão R$ 1,5 mil cada.

Confira as canções, autores e intérpretes que concorrerão no Fecant Regional: 

1) “Gens com gens”, de Javier di Mar-y-abá e Nágila Marina, de Marabá, intérprete ele Mar-y-abá;

2) “Acabou”, de Élis Lourenço, de Altamira, intérprete o mesmo;

3) “Mais uma boca”, de Maria Eduarda, Marciano Coutinho e Danilo Braga, de Altamira, intérprete Maria Eduarda;

4) “No Youtube não tem”, de Elielson Cota Gomes, de Souzel, intérprete o mesmo;

5) “Deixa eu te amar”, de Jean Kevelton e Natália Ferreira, de Altamira, intérprete Kevelton;

6) “Análise”, de Derley, de Altamira, intérprete D’Roots;

7) “Brasil baião”, de Clauber Martins, de Marabá, intérprete o mesmo;

8) “Fera do Xingu”, de Geizon Soares Campos, de Altamira, intérprete Chaguinha;

9) “Quando os pássaros se calarem”, de Soza, de Altamira, intérprete o mesmo;

10) “Inferno astral”, de Júlio Kalb, de Altamira, intérprete o mesmo;

11) “Entonteceu de amor”, de Manoel Araújo, de Altamira, intérprete Chaguinha;

12) “Antologia paraense”, de Agmael Lima, de Marabá, intérprete Vâni Oliver;

13) “Saudade de Tião”, de Orlando Nascimento e Franco Maya, de Pacajá, intérprete Nascimento;

14) “Homem da roça”, de Franco Maya, de Altamira, intérprete Edson Reis;

15) “Aceita que me ama”, de Pedro e Vini , de Uruará, intérpretes são os mesmos.

E no sábado, 20, última noite do festival, acontece o Fecant Nacional com 15 composições autorais e inéditas de autores de outras regiões do Pará e do Brasil, que foram selecionados pelo júri. O 1º, 2º e 3º lugares receberão prêmios de R$ 9 mil, R$ 6 mil e R$ 5 mil, nessa ordem, enquanto o melhor intérprete e a melhor letra receberão R$ 1,5 mil cada um.

Confira as canções, compositores e intérpretes que estarão na disputa do Fecant Nacional:

1) “Em cena”, de Alfredo Reis, de Belém, intérprete o mesmo;

2) “Documento”, de Marcelo Sirotheau e Milton Santos Filho, de Belém-PA, intérprete Sirotheau;

3) “Meu Zambelê”, de Toni Edson, de Maceió-AL, intérprete Mel Nascimento;

4)  “Nhanderuvuçu Nagô”, de Chermont Jr, de Macapá-AP, intérprete o mesmo;

5) “Choro Manto”, de Casimiro, de Londrina-PR, intérprete o mesmo;

6)  “Arara Azul”, de Robertho Ázis, de Três Rios-RJ, intérprete Ronald Saar;

7) “Iagô”, de Naieme, de Belém-PA, intérprete a mesma;

8) “Ah! Nauê Boi-Bumbá”, de Pedrinho Callado, de Belém-PA, intérpretes Callado e Eudes Fraga;

9) “Fobia”, de Almino Henrique, de Belém-PA, intérprete o mesmo;

10) “Folia Das Ondas”, de Márcio Farias, de Belém-PA, intérprete o mesmo;

11) “Essa Moça”, de Lena Garcia, de Imperatriz-MA, intérprete a mesma;

12)  “Livre”, de Malu Guedelha, de Belém-PA, intérprete a mesma;

13) “Lendas da Preamar”, de Pedro Vianna, de Belém, intérprete Gra Podanoschi;

14) “Chorinho Pra Garotada”, de Jacinto Kahwage e Max Reis, de Belém-PA, intérprete Beth Corrêa; e

15) “Arani”, de Davi Amorim e Dudu Neves, de Belém-PA, intérprete Amorim.

(Assessoria Fecant/Enize Vidigal)