Corpo encontrado em cova rasa é de jovem desaparecido desde o dia 30 de maio

O jovem que aparece em vídeos encontrados ne celular de um adolescente, sendo assassinado e tendo o coração extirpado é Ezequiel de Jesus Soares Brilhante e não Celio Kayky da Silva.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O corpo encontrado na noite de ontem, sexta-feira (5), enterrado em cova rasa, no final da Rua 2 do Bairro Vila Nova, é de Célio Kayky Ferreira da Silva, 18 anos de idade, que estava desaparecido desde o dia último dia 30. A Polícia Militar chegou até o cadáver após apreender o celular de um adolescente de 15 anos de idade. O aparelho contém uma sequência de quatro vídeos em que um jovem, ainda vivo, tem o peito e o abdômen abertos a faca e seu coração extirpado e pulsando nas mãos de um dos assassinos.

O cadáver em questão, porém, embora esteja com os pés e mãos atadas, não tem nenhum grande corte na região do tórax. O jovem que aparece nos vídeos, sendo assassinado, é Ezequiel de Jesus Soares Brilhante, de 24 anos, cujo corpo foi encontrado no dia 20 de maio, no final da Rua 3 do Residencial Vila Nova, com os pés e mãos atadas, o pescoço esgorjado e um grande golpe que atingiu desde o tórax até o abdômen. As pessoas que aparecem nas filmagens, cometendo o ato de selvageria, de acordo com o adolescente que estava com o celular, são outros três adolescentes.   

Na noite de ontem, uma guarnição do policiamento em motos do 23º BPM fazia rondas pelo Residencial Vila Nova e viu um adolescente em atitude que considerou suspeita. Abordado, com ele foi encontrado um celular. Imediatamente, o jovem se prontificando a desbloquear para que os PMs examinassem.

Na lixeira do aparelho os policiais encontraram quatro vídeos que, reproduzidos, revelaram o crime sendo cometido pelo trio de criminosos. Indagado qual a relação dele com a barbaridade ali documentada, o adolescente disse que nenhuma e que apenas havia trocado seu celular com um dos adolescentes que cometeram o crime. Afirmou, entretanto, que o jovem que aparece sendo assassinado era Célio Kayky e que sabia onde ficava o local em que ele havia sido enterrado: no final da Rua 2 do Bairro Vila Nova.

Os Bombeiros foram chamados para fazer o resgate e, com a ajuda de dois repórteres que acompanhavam a operação, desenterraram o corpo. Porém, quando os técnicos do Instituto Médico Legal (IML) chegaram, constataram que, apesar do estado de decomposição do corpo, não havia nenhum grande corte no tórax. Logo, a conclusão é que o corpo era de Célio Kayky, mas o jovem que aparece nos vídeos, sendo vítima de barbaridade, é Ezequiel.  

(Caetano Silva)

Publicidade