Corpo de jovem desaparecido na sexta encontrado boiando no Rio Parauapebas

O rapaz, que era pai solteiro, saiu de casa dizendo para a mãe – como sempre fazia – que ia procurar uma madrasta para sua filhinha
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

O corpo do jovem Carlos Eduardo Ferreira Miranda, 19 anos, foi encontrado na tarde de ontem, domingo (27), boiando no Rio Parauapebas, nas proximidades de um balneário da Avenida VS-10. Ele estava desaparecido de casa, no Bairro Vila Nova, desde as 16h de sexta-feira (25).

A Polícia Civil foi informada pelo CCO (Centro de Controle Operacional), uma equipe de investigadores esteve no local e chamou o Corpo de Bombeiros para fazer o resgate do cadáver, já em estado de decomposição.

Os primeiros levantamentos apontam que Carlos Eduardo provavelmente foi assassinado com um disparo de arma de fogo. Porém, só o laudo do Instituto Médico legal vai confirmar a causa da morte.     

O rapaz saiu de casa por volta das 16h, de sexta-feira, após ter recebido uma ligação telefônica e foi visto pegando um mototáxi para ir ao Bairro Parque da Nações, local onde o mototaxista o deixou, próximo a um posto de combustíveis da VS-10.

Carlos Eduardo era pai solteiro, tinha uma filha pequena e, todas as vezes que ia sair de casa dizia para a mãe que estava indo “buscar uma madrasta” para a filhinha.

A polícia ainda não tem pistas que levem aos motivos do crime nem ao paradeiro dos autores. O que se sabe é que, ainda adolescente, Carlos Eduardo teve passagem pela polícia, mas, atualmente, já com 19 anos, teria entrado para uma religião, tentando mudar sua vida, porém não teria conseguido e se afastou da igreja.

(Caetano Silva)

Publicidade