Confira as melhores escolas do sudeste do Pará por nota do Ideb

Nos anos iniciais do fundamental, escolas do entorno de Paragominas foram um sucesso, faturando 7 das 10 maiores notas; nos anos finais, liderança fica com Parauapebas e Xinguara.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A maior nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019 entre as escolas públicas municipais do sudeste paraense, considerando-se os anos iniciais (do 1º ao 5º) do ensino fundamental, é de um estabelecimento situado em Ulianópolis, município vizinho a Paragominas. A Escola Dr. Wilson Zancaner tirou 7,1 — mesma pontuação conquistada no Ideb de 2017. As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu, que analisou o tabelão divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) com todas as escolas brasileiras.

Em Paragominas está a segunda maior nota, 7. Lá, a Escola Sesi apresentou crescimento de meio ponto em relação a 2017. A Dr. Wilson e a Sesi foram os únicos estabelecimentos de ensino municipal da região a tirar nota igual ou maior que 7 no Ideb 2019. Ainda assim, o 3º lugar é dividido por unidades de ensino da microrregião de Paragominas.

As escolas Presbiteriana Francisco Emerique, em Dom Eliseu, e Lions Clube Paragominas, no município-sede da microrregião, pontuaram com 6,6. Paragominas também vem na 4ª posição, com a Escola Raimundo Nonato Sobrinho, dividindo a nota 6,5 com a Escola Pedro Cavalcante, de Marabá, e o Instituto Educacional Betel, de Curionópolis.

Na 5ª posição, mais Paragominas: a Escola Salmonozor Brasil tirou 6,4, mesma nota da Escola Arnaldo Antônio de Souza, do vizinho Dom Eliseu. Em Rio Maria, a Escola Bom Samaritano também foi destaque com 6,4. Esse retrato do topo do ensino fundamental menor no sudeste do Pará revela o dinamismo educacional alcançado pela microrregião de Paragominas, que, nesta edição do Ideb, concentrou sete das dez maiores notas, sendo que o município-sede emplacou quatro escolas.

Parauapebas, município mais rico do interior do Pará e antes frequente no topo do Ideb, só consegue inserir unidade de ensino no ranking a partir da 6ª colocação, com as escolas João Prudêncio, Terezinha de Jesus, Luiz Magno e Jean Piaget, todas com nota 6,3. Confira o ranking até a nota 6 logo abaixo.

Ensino fundamental maior

O Blog também analisou as notas dos anos finais do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano) das escolas do sudeste do Pará, cenário dominado por escolas de Parauapebas e Marabá. A nota mais alta, 5,5, é dividida entre as escolas Alto Araguaia, de Xinguara, uma estreante, e Cecília Meireles, de Parauapebas, que já tem longa jornada no índice do MEC.

Em 2º lugar, coladas ao 1º, aparecem as escolas Rio Tocantins, de Marabá, e Presidente Castelo Branco, de Paragominas, com 5,4. No 3º lugar, as escolas Anízio Teixeira, de Marabá; Luiz Magno, de Parauapebas; e Vale do Gurupizinho, de Ulianópolis, tiraram 5,3 cada.

A 4ª posição tem duas de Parauapebas (Chico Mendes e Eduardo Angelim), uma de Marabá (Duque de Caxias), uma de Conceição do Araguaia (Nova República) e uma de Rondon do Pará (Adolfo Soares de Moraes). Todas elas tiraram 5,2 no Ideb, um décimo a mais que os 5,1 pontos das escolas Irmã Gabriela, de Redenção; Bom Samaritano, de Rio Maria; Pastor Jonas Ribeiro, de São Geraldo do Araguaia; e Rui Barbosa, de Tucuruí.

Uma curiosidade nos anos finais do ensino fundamental é que, mesmo no topo do ranking neste recorte, entre as 30 melhores escolas do sudeste do estado, as de Parauapebas — três — foram as únicas que apresentaram recuo na nota do Ideb. Isso, em parte, se refletiu na nota municipal. Parauapebas foi o único, entre as 20 localidades de maior Ideb paraense, a apresentar retrocesso na educação.

IDEB 2019 – Melhores do Sudeste do PA (Anos Iniciais)


IDEB 2019 – Melhores do Sudeste do PA (Anos Finais)

Publicidade