Com gol aos 51 minutos, Remo vence o Náutico no Baenão com o retorno do Fenômeno Azul

O atacante Jefferson marcou de cabeça o gol que garantiu o Leão na sétima posição na Série B, com 36 pontos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Remo venceu o Náutico no último lance da partida (Foto: Fernando Torres/Agif/Folhapress)

Continua depois da publicidade

O retorno do Fenômeno Azul não poderia ter sido melhor. O Clube do Remo entrou em campo na noite desta sexta-feira (24) e venceu o Náutico (PE), por 1 a 0, no Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com a vitória, os azulinos chegaram aos 36 pontos e assumiram o sétimo lugar na classificação da competição nacional. O público foi liberado em 30% e todos os torcedores que foram ao Baenão tiveram que comprovar que tomaram as duas doses da vacina contra a Covid-19 e comparecerem de máscara.

O jogo foi dramático até o finalzinho, quando Felipe Gedoz cobrou escanteio no primeiro pau e o atacante Jefferson subiu de cabeça para marcar o gol único da vitória azulina, aos 51 minutos do segundo tempo. A torcida do Leão saiu em êxtase do Baenão. 

O Clube do Remo volta a campo diante do Sampaio Corrêa (MA), na próxima quinta-feira (30), às 21h30, no Estádio Governador João Castelo, o Castelão, em São Luís. A partida será válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

O jogo: Vitória que deixou o Leão em sétimo lugar! 

O Remo teve a primeira chance com Victor Andrade, que fez boa jogada individual e chutou para a defesa do goleiro Alex Alves. Em nova tentativa do Leão, Rafinha fez jogada individual e chutou, mas a bola passou sem perigo contra a meta do Náutico. O time pernambucano acordou quando Jean Carlos soltou uma bomba de fora da área; uma bola que passou assustando o goleiro Thiago Coelho. 

O atacante Victor Andrade fez boa jogada pela esquerda e cruzou – a bola passou por todo mundo e chegou para Arthur finalizar; o lateral-esquerdo Breno Lorran salvou o Timbu de sofrer o primeiro gol do jogo. O Náutico respondeu com Matheus Trindade, que soltou o pé e o goleiro Thiago Coelho espalmou para escanteio. Jean Carlos cobrou e quase marcou gol olímpico, mas o goleiro Thiago Coelho deu um tapinha, colocando novamente para escanteio.

O lateral-esquerdo Raimar, do Remo, respondeu à altura e chutou de chapa; dessa vez o goleiro Alex Alves foi quem salvou o Náutico. Após uma saída errada do goleiro do Timbu, Victor Andrade tocou para Raimar, que serviu Felipe Gedoz sozinho, mas o meia azulino conseguiu perder um gol incrível. Depois que Felipe Gedoz cruzou uma bola na área, a zaga cortou e Thiago Ennes pegou a sobra, emendando para o gol. A redonda passou perto da meta do goleiro Alex Alves.

No segundo tempo, foi o Náutico que assustou primeiro. Vinícius tocou para Júnior Tavares, que disparou e a bola passou com muito perigo. Lucas Tocantins entrou no jogo, e na primeira bola, chutou para o gol – a redonda desviou em Breno Lorran e quase entrou. A torcida do Remo ficou no “uh”. Outra vez o Leão: Victor Andrade deu passe para Lucas Tocantins, o goleiro Alex Alves saiu da meta e a bola sobrou para Arthur, que com o gol vazio, conseguiu chutar para fora.

O Remo foi em busca da vitória. Felipe Gedoz cruzou e Jefferson cabeceou, a bola bateu na defesa e se perdeu pela linha de fundo. O Leão chegou a marcar: Felipe Gedoz cruzou e Rafael Jansen subiu para cabecear; a bola foi para o gol, mas a arbitragem anulou, dizendo que a redonda havia saído pelo alto. O zagueiro Carlão, do Náutico, cometeu uma falta mais forte e recebeu o segundo cartão amarelo, consequentemente o vermelho, e foi expulso aos 46 minutos.

Jefferson marcou o gol da vitória do Remo no último minuto (Foto: Fernando Torres/Agif/Folhapress)

Com um a mais, o Remo pressionou no final. Jefferson arriscou de longe, a bola desviou e foi para escanteio. Felipe Gedoz cobrou e a bola teria tocado na mão de um defensor do Timbu dentro da área – os jogadores do Leão partiram para cima da arbitragem pedindo pênalti, mas o jogo seguiu. Só que os azulinos marcaram no finalzinho: Felipe Gedoz cobrou escanteio no primeiro pau e Jefferson, de cabeça, marcou aos 51 minutos. Placar final: Remo 1 x 0 Náutico.

FICHA TÉCNICA

REMO: Thiago Coelho; Wellington Silva (Thiago Ennes), Rafael Jansen, Marlon e Raimar; Arthur, Lucas Siqueira (Neto Moura) e Felipe Gedoz, Marcos Júnior (Pingo), Rafinha (Lucas Tocantins) e Victor Andrade (Jefferson). Técnico: Felipe Conceição

NÁUTICO: Alex Alves (Jefferson); Hereda, Yago, Carlão e Breno Lorran; Matheus Trindade, Rhaldney (Djavan), Jean Carlos e Júnior Tavares (Marciel); Álvaro (Giovanny) e Vinícius. Técnico: Hélio dos Anjos

  • Árbitro: Léo Simão Holanda (CE)
  • Árbitro Assistente 1: Cleberson do Nascimento Leite (CE)
  • Árbitro Assistente 2: Eleutério Felipe Marques Junior (CE)
  • Quarto Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA)
  • Cartões amarelos: Wellington Silva, Lucas Siqueira e Jefferson (Remo); Marcelo Rocha – Auxiliar técnico e Carlão (Náutico)
  • Gol: Jefferson, de cabeça, aos 51 minutos do 2° tempo para o Remo
  • Local: Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém

Por Fábio Relvas