Câmara se movimenta para que vagas de concursos de Parauapebas fiquem com locais

Uma audiência no fórum local para tratar sobre concurso da Prefeitura de Parauapebas está marcada para o dia 28. Vereadores querem criar mecanismos para incentivar parauapebenses.

Continua depois da publicidade

Salários que, com vantagens e gratificações, podem chegar a R$ 30 mil, estabilidade, feriados, pontos facultativos, licença-prêmio de três meses e tendência de reajustes generosos anualmente. Reclame quem quiser, mas não é ruim a vida do servidor público municipal efetivo em Parauapebas, e tanto é verdade que caravanas de todas as cinco grandes regiões do país começam a se organizar para marchar à Capital do Minério assim que os editais de concursos públicos previstos forem colocados na rua. Milhares de candidatos esperam há anos pelos certames da Capital do Minério.

As provas de concursos do município devem fazer, nos dias de exame, a população dobrar e podem trazer dor de cabeça à rede hoteleira local, que não estará preparada para receber a multidão interessada em se segurar nas tetas da prefeitura que está entre as 20 do país que pagam os melhores salários médios, com remunerações maiores, inclusive, que cargos equivalentes no Executivo federal.

Mas a preocupação mesmo não é com quem vem — o concurseiro de fora até movimenta a economia local porque traz consigo consumo de produtos e serviços nas áreas de hospedagem, alimentação e transporte nos dias de provas. A preocupação é com os “nativos”, os cidadãos de Parauapebas, que tradicionalmente veem as vagas dos certames locais serem ocupadas por forasteiros.

“Os candidatos de Belém caem matando”, revelou um concurseiro ao Blog. Ele já está se preparando em cursinho particular de Parauapebas, mas está “pensando seriamente ir fazer cursinho em Belém” para ver se tem “sorte”. “ brincando, mas a galera de Belém não dorme em serviço”, conta, explicando que deve prestar concurso para algum cargo de nível médio e, se houver vaga, para engenheiro civil. “No último concurso, a área de engenharia civil da prefeitura foi quase toda dominada por Tucuruí. Os candidatos de Marabá dominam nas áreas de Pedagogia e humanas. E até candidatos de Imperatriz e São Luís botam pra quebrar nos cargos das áreas de saúde”, analisa.

Câmara e Prefeitura

Ainda não há edital lançado para os concursos, mas eles não vão demorar a vir ao mundo. Nesta terça-feira (21), durante a sessão da Câmara, o vereador Ivanaldo Braz afirmou que o concurso da Casa está sendo organizado e o edital deve sair em breve. Os salários da Câmara de Parauapebas estão entre os mais elevados entre as câmaras municipais do estado.

Já o concurso da Prefeitura de Parauapebas, muitíssimo aguardado e que deve causar intenso frisson, virou caso de justiça, após o Ministério Público ingressar com ação contra a Administração para barrar contratações e exigir cronograma de provas. Internamente, a prefeitura corre com levantamento de cargos e vagas para se justificar. Uma audiência no fórum local para tratar sobre o assunto está marcada para o próximo dia 28, às 9 horas.

Da parte da Câmara, os vereadores já se mostram preocupados com a não aprovação de cidadãos locais nos concursos. Nesta terça, o vereador Miquinha da Palmares indicou à prefeitura que crie um cursinho popular preparatório específico para os concursos, a fim de capacitar a população interessada em ocupar as vagas no serviço público municipal.

Além disso, tramita na Câmara um projeto de lei de autoria da vereadora Eliene Soares para que os contratados e comissionados, bem como efetivos que queiram prestar novo concurso, obtenham isenção na taxa de inscrição em concursos, como forma de incentivar e garantir que sobretudo os não estáveis façam as provas e se tornem efetivos. A mesma parlamentar também apresentou outro projeto de lei para garantir que mulheres que estiverem amamentando no período do concurso tenham o dinheiro de fazê-lo no momento da prova, a fim de ampliar a participação delas nos processos seletivos.

11 comentários em “Câmara se movimenta para que vagas de concursos de Parauapebas fiquem com locais

  1. Ana Paula Sampaio Responder

    Mas, essa lei de dar direito a mulher amamentar durante provas de concurso já existe. Foi aprovada na Câmara Federal, é de autoria da deputada Federal SP – Tábata Amaral.

  2. KSAM Responder

    A grande questão é quando vai ter esse concurso? na minha opinião, acho que vão cozinhar o ministério púlbico este ano, espero estar errado, mas ano que vem certeza de ter. Fico p da vida com essas contratações de temporário que alguns são só para inchar a folha de pagamento e quem realmente quer mostrar serviço fica em segundo plano. Quero muito que saia esse concurso para acabar com essa mamata, irei fazer e posso nem passar, mas só de acabar com esta panelinha já me darei por satisfeito.

  3. ELSON PIMENTEL Responder

    Os que estudam e se esforçam são de qualquer lugar do país, no entanto as pessoas que visam adentrar o serviço público em Parauapebas querem apenas essas benesses acima citadas na reportagem. Querem criar valor apenas para eles mesmos, não querem criar valor para a cidade. E que os comissionados e contratados não recebam privilégios nesses concursos vindouros, que os privilégios sejam compartilhados com qualquer morador que esteja a pelo menos 5 anos em Parauapebas. E que queiram se empenhar na função pública.

  4. Amiraldo ramos Responder

    Esse povo daqui não que saber de estudar. Fora que os cursinhos aqui tem baixo desempenho.
    Os grandes cursinhos de Belém e região já fazem chamadas para o concurso daqui. Sem contar são Luiz , imperatriz, Marabá,Tucuruí,castanhal, palmas e outros.

  5. Flávio Responder

    A mamada para muitos vai acabar, tinham que criar vergonha na cara os mamadores e estudar pra passar para aproveitar o gozo de passar no concurso pelos próprios méritos.

  6. ROGÉRIO Responder

    QUERO SO VE QUANDO ESSE MINÉRIO ACABAR PRA SABER SE ESSA FARRA DE CONTRATADOS, MARAJÁS E SUPER SALÁRIOS DO PARAUAPEBAS E DO CANAA VAO SE SUSTENTAR……………… PARAUAPEBAS DE MURO BAIXO!!!

  7. MARCOS Responder

    VOCÊS DOIS ACIMA SÃO DOIS INJUSTOS, POVO PREGUIÇOSO NÃO, GENTE QUE TRABALHA SE VOCÊS DOIS SÃO ESSE TIPO DE GENTE, LAMENTO, NÃO COMPARE AS PESSOAS QUE REALMENTE TRABALHAM PELOS ATOS INSANOS DE VOCÊS DOIS, RECOLHAM-SE A INSIGUINIFICANCIA DE VOCÊS.

    • Alair Gomes Alexandre Responder

      Lamento pelos privilégios que têm os concursados, conheço um quê pouco trabalha, passa a maior parte do tempo, tomando “geladas” em casa, e perturbando os vizinhos com som alto, até às madrugadas !…

  8. Luiz Santos Responder

    Matéria tendenciosa e extremamente desrespeitosa com o funcionalismo publico. Concursado trabalha, presta relevante serviço a populacao e nao “mama nas tetas da prefeitura”.

    • GIL Responder

      voce certamente é mais um mamador, babão, puxa-saco…. se nao sabe ler, está escrito “segura”. O “mama” é por sua conta e risco!! Abre as pernas coração!!

  9. Salustriano Responder

    povo preguiçoso, não gosta estudar, só quer saber de risca faca, noitada, evento de prefeitura e ser babão de prefeito e vereador. 95% dos atuais contratados e comissionados vão ficar de fora. espere e verá!

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: