Câmara de Parauapebas prevê R$ 2 milhões em locação de 20 veículos

Proposta é alugar 16 caminhonetes para atender aos gabinetes e 4 carros de passeio para uso administrativo. Câmara alega que custo-benefício de comprar e manter frota própria é mais alto

Continua depois da publicidade

Ano novo, transporte novo. É o que o Legislativo municipal mais endinheirado do Pará está profetizando para 2022. E se depender de licitação, o desejo se concretizará nos próximos dias. Um pregão eletrônico previsto para a próxima quinta-feira (27) deve garantir aplicação de R$ 2,015 milhões na locação de carros — sem incluir motorista e combustível — para atender a Câmara de Parauapebas.

As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu, que folheou o edital do processo para contratação da empresa prestadora de serviço e o qual prevê a locação de 20 veículos por 12 meses, entre caminhonetes e veículos de passeios, para atender a gabinetes e atividades administrativas do parlamento.

A meta é locar 16 caminhonetes, uma para cada gabinete dos 15 vereadores e, também, uma para o gabinete da Presidência. As caminhonetes têm custo estimado em R$ 1,87 milhão. Quatro veículos de passeio, com locação estimada em R$ 145 mil por um ano de uso, são demandados para uso em atividades externas, bem como para atender o deslocamento dos servidores que atuam na biblioteca legislativa itinerante e da banda do parlamento.

Em nota de justificativa para respaldar a contratação, a Câmara de Parauapebas alega não dispor de frota própria em função da relação entre o custo e o benefício não se mostrar vantajosa. Ou seja, no entendimento da Casa, comprar e manter carros zero quilômetros sai mais caro que alugá-los, uma vez que, nos contratos de locação, as manutenções ficam por conta da empresa vencedora da licitação.

“O atual modelo de gestão, acompanhado da grande demanda de serviços e atividades, faz com que seja necessária a locação de veículos para a realização de tarefas precípuas no atendimento aos deslocamentos no município de Parauapebas, inclusive a zona rural, e, eventualmente, à capital do estado e outras cidades da região, no intuito de melhorar significativamente a qualidade dos serviços e suprir as necessidades do município”, explica a Casa de Leis.

Modelos escolhidos

Na argumentação do endinheirado parlamento municipal, a escolha da caminhonete recai sobre o fato de o veículo ser o mais adequado a diversos tipos de relevo do município, particularmente porque esses carros serão utilizados em visitas dos vereadores à zona rural e no acompanhamento de obras públicas, além de deslocamentos diversos pela região.

Já os veículos de passeio devem ser utilizados na resolução de demandas administrativas e operacionais da Casa de Leis, assim como para atender projetos realizados pela Câmara e por seu Instituto Legislativo (ILP), em ações de cidadania, cultura e arte fora das dependências do prédio do parlamento.

1 comentário em “Câmara de Parauapebas prevê R$ 2 milhões em locação de 20 veículos

  1. Max Pinheiro Responder

    Seria uma boa solução para ajudar os trabalhadores da cidade que fossem alugados veículos que são licenciados no próprio município e geram receita local, já temos muitos veículos licenciados de BH circulando gastando asfalto local e beneficiando outro estado com seus tributos.
    Deveriam dar prioridade em contratar produtos e serviços de empreendedores locais.

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: