Câmara de Jacundá termina 2019 com 73 projetos em tramitação

São dezenas de proposições que vão desde lei obrigando o recolhimento de medicamentos com validade vencida a proibição da venda e do uso de cerol em linhas de pipa
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

As sessões ordinárias do Poder Legislativo de Jacundá não foram suficientes para apreciar, discutir e votar todos os projetos apresentados pelos 13 vereadores durante o ano passado. Setenta e três projetos de lei estão em tramitação na Casa de Leis e são inspirados em todo tipo de situação. O site oficial do legislativo local não específica quais foram aprovados.

Um deles, o Projeto de Lei 001/2019, “dispõe sobre a obrigatoriedade da coleta de medicamentos com prazo de validade vencido ou desuso por farmácias, drogarias, estabelecimentos farmacêuticos da rede pública e/ou privada, inclusive postos de Saúde instalados no município de Jacundá/PA”, e foi apresentado pelo vereador Daniel Siqueira Neves.

Cadastrado como o Projeto de Lei 073/2019, pelos vereadores Neusilene Costa e Rafael Comin, essa proposta “obriga a transmissão, ao vivo e via Internet, das licitações do poder executivo e do Poder Legislativo do município de Jacundá e dá outras providências”.

Quem sentir vontade de fumar um cigarro em recinto público pode ser proibido a partir da aprovação do projeto 062/2019, de autoria de Daniel Siqueira, que “proíbe o consumo de cigarros, cigarrinhas, charutos, cachimbos ou qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco, na forma que especifica”.

Também existe o projeto que “proíbe a utilização de cerol ou produto industrializado nacional ou importado semelhante que possa ser aplicado nos fios ou linhas para manusear os brinquedos conhecidos como ‘pipas ou papagaios’ e cria uma multa para quem for flagrado portando”. “Em caso de flagrante de compra, uso, porte ou posse, o infrator será multado em um terço do salário mínimo”, especifica o autor do projeto, vereador Edson Ferreira.

Os mais de 70 projetos em tramitação serão somados aos novos de 2020 e darão muito trabalhos aos membros do Legislativo. Os vereadores de Jacundá se reúnem uma vez por semana, em dia útil, às segundas-feiras. Caso haja imprevisto, a sessão é adiada.

(Antonio Barroso)

Publicidade

Relacionados