Câmara de Jacundá aprova título de Cidadão Jacundaense ao Presidente da República

Ao contrário de Marabá, cuja proposta foi rejeitada por parte da população nas redes sociais e em manifestação de grupos anti-Bolsonaro. Desse modo, o presidente receberá apenas o Certificado de Honra ao Mérito
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Uma sessão extraordinária, convocada pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de Jacundá, aprovou requerimento do vereador Daniel Siqueira Neves (Podemos), que concede o título de Cidadão Jacundaense para o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido), no final da manhã desta quinta-feira (17).

Daniel dos Estudantes, com é conhecido o vereador no município, justificou dizendo que a homenagem ao presidente Jair Bolsonaro é um reconhecimento pelos serviços prestados ao Estado do Pará, em especial as regiões sul e sudeste do Estado e os investimentos em Jacundá.

A sessão, convocada para as 11h de hoje, aconteceu com restrição ao público, no Plenário Dr. Ulisses Guimarães. Em votação secreta, 10 dos 11 vereadores presentes aprovaram o requerimento que o concede o título de Cidadão Jacundaense ao presidente da República. Dois vereadores não compareceram à sessão extraordinária. O título será entregue pelo presidente da Casa, vereador Tharlles da Silva Borges (PL), amanhã, em Marabá.

Manifestações favoráveis e contrárias ao título têm repercutindo nas redes sociais. “Gostaria de parabenizar o nobre vereador Daniel dos Estudantes, por sua coragem e ímpeto patriota, pela proposta e aprovação do requerimento de Título de Cidadão Jacundaense ao nosso excelentíssimo sr. Presidente da República Jair Bolsonaro. Parabenizo também ao todos os vereadores que prontamente aderiram à proposta votando pela aprovação do mesmo”, defendeu Miquéias Pardino.

“Antes de qualquer coisa, os representantes do povo deveriam estar engajados na proposição de projetos que beneficiem a população de Jacundá, e não para um ato de profunda vassalagem e submissão a um desgoverno que já vitimou mais de 500.000 brasileiros”, criticou em nota o Grupo Antifacismo Jacundá.

Em Marabá, a proposta do vereador Fernando Henrique Pereira da Silva (PSC), de conceder a Jair Bolsonaro o título de Cidadão Marabaense, “por relevantes serviços prestados ao município”, foi rechaçada por parte da população nas redes sociais e em manifestação organizada por grupos anti-Bolsonaro, diante da sede da Câmara Municipal. A pressão fez com que proposta fosse mudada e o presidente será agraciado apenas com o Certificado de Honra ao Mérito, concedido pelo Legislativo marabaense.

(Antonio Barroso)