Banco da Amazônia realiza novo concurso público para preenchimento de 46 vagas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Principal órgão de fomento do Governo Federal na região Norte do país, o Banco da Amazônia finaliza os detalhes para lançar já na próxima semana seu mais novo edital de concurso público. O certame é para preenchimento de 46 vagas, sendo 20 para o cargo de técnico bancário, 25 para técnico científico na área de Tecnologia da Informação (TI) e uma vaga destinada à área de Medicina do Trabalho. Em todos haverá cadastro reserva.

Com provas previstas para ocorrer no mês de abril, o concurso será organizado pela Fundação Cesgranrio, empresa também responsável pela realização do último concurso do banco, em 2015. Nesse certame foram 826 aprovados e 288 candidatos convocados, sendo 286 técnicos bancários e dois técnicos científicos.

“Além de remuneração e benefícios bem atrativos, nossa empresa possibilitará ao profissional que vier a trabalhar conosco um ambiente de qualidade, em uma Instituição com grande reputação no mercado, responsável por quase 70% da concessão de crédito de fomento na Amazônia”, ressalta Bruna Paraense, gerente de Gestão de Pessoas do Banco da Amazônia.

Atualmente, o banco oferece ao técnico bancário a remuneração de R$ 2.380,82, além do auxílio-alimentação no valor de R$ 1.317,83. Para os que preencherem as vagas na área de TI, a remuneração será de R$ 2.829,75, mesmo valor destinado ao profissional de Medicina. Ambos também receberão o auxílio-alimentação. A jornada de trabalho é de seis horas por dia, totalizando 30 horas semanais para os cargos de técnico bancário e técnico científico TI e de 20 horas semanais para o cargo de técnico científico Medicina do Trabalho. Os convocados para técnico bancário podem ser lotados em qualquer das localidades que o banco possua unidade, distribuídas principalmente na região Norte do país e nos Estados do Mato Grosso e Maranhão. Já os convocados para técnicos científicos Ti e Medicina do Trabalho serão lotados, exclusivamente, na região metropolitana de Belém, no Pará.

Publicidade