Após sair perdendo por dois gols, Bragantino empata com o Atlético na Arena Acreana

Na raça e com um jogador a menos, o Tubarão conseguiu o empate com Canga e Túlio
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Bragantino Clube do Pará conseguiu um bom resultado fora de casa diante do Atlético (AC). Atuando na Arena Acreana, neste sábado (26), em partida válida pela segunda rodada do Grupo 1 do Campeonato Brasileiro da Série D, o Tubarão do Caeté ficou no 2 a 2 com o Galo Carijó.

O time da casa abriu dois gols de vantagem ainda no primeiro tempo com um gol contra do zagueiro Gabriel Gonçalves, que marcou de cabeça, aos nove minutos e o segundo tento assinalado pelo atacante William, aos 25 minutos. 

O Tubarão perdeu o lateral-direito Bruno Limão, que agrediu um jogador do Atlético e foi expulso aos 26 minutos, ainda da primeira etapa. Mas na raça, o Bragantino chegou ao empate na etapa derradeira, com o gol do atacante Canga, aos sete minutos e do meia Túlio cobrando falta, aos 17 minutos.

O resultado deixou o Bragantino em segundo lugar no Grupo 1, com  quatro pontos. O Tubarão volta a campo diante do Fast (AM), na próxima quarta-feira (30), às 15h, no Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão, em Bragança. A partida será válida pela terceira rodada do Grupo 1 da Série D.

O jogo: empate na raça!

Quando o time do Bragantino era melhor nos primeiros minutos, acabou sofrendo um gol. O lateral-direito Léo cruzou na área e o zagueiro Gabriel Gonçalves marcou de cabeça, contra a própria meta, 1 a 0 Atlético, aos nove minutos. O Tubarão do Caeté tentou o empate com Túlio, que disparou para a boa defesa do goleiro Dida.

Quem marcou novamente foi o Galo Carijó: após cobrança de escanteio, a bola passou por todo mundo, menos pelo atacante William, que escorou para o fundo do barbante, aos 25 minutos. Logo após o gol, o lateral-direito do Bragantino, Bruno Limão, agrediu um jogador do Atlético e recebeu cartão vermelho direto, aos 26 minutos, deixando o time paraense com um jogador a menos.

O Bragantino tentou diminuir com o atacante Edicleber, que chutou para a boa defesa do goleiro Dida. No segundo tempo, o Braga chegou ao seu gol: na insistência de Mauro Ajuruteua, que roubou a bola do adversário e cruzou na medida para Canga – ele assinalou o seu terceiro tento na competição, em dois jogos, aos sete minutos. O Atlético chegou com o atacante Ciel, que disparou sobre a meta de Axel Lopes.

O Tubarão não se intimidou por ter um jogador a menos e chegou ao empate. O meia Túlio cobrou falta, a bola passou no meio da barreira e foi parar no fundo da meta do goleiro Dida, aos 17 minutos, 2 a 2. O Atlético tentou se impor com Léo, que cruzou da direita para a cabeça de William, mas a bola passou por cima do travessão. O time de Bragança tentou virar em uma cobrança de falta, mas a bola se perdeu pela linha de fundo. Placar final: Atlético 2 x 2 Bragantino.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO: Dida; Brenner (Pedro Balú), Renato Camilo, Elielson e Léo; Diego Santos, Jhon (Vinícius) e Weverton (Psica); Ciel, William e Diego Costa. Técnico: Everton Goiano

BRAGANTINO: Axel Lopes; Bruno Limão, Romário, Gabriel Gonçalves (Roni Taperaçu) e Esquerdinha (Jackson); Ricardo Capanema, Paulo de Tárcio e Túlio; Edicleber (Wendel), Canga (Emerson)e Rael (Mauro Ajuruteua). Técnico: Cacaio

  • Árbitro: Michel Patrick Costa Guimarães (MG)
  • Assistente 1: Fábio Nascimento (AC)
  • Assistente 2: Mário Jorge Ferreira Lima Júnior (AC)
  • Quarto árbitro: Fábio Santos de Santana (AC)
  • Cartões amarelos: Renato Camilo, Diego Costa e Pedro Balú (Atlético)
  • Cartão vermelho: Bruno Limão (Bragantino)
  • Gols: Gabriel Gonçalves, contra a favor do Atlético, aos 9, e William, aos 25 minutos do 1° tempo para o Atlético; Canga, aos 7, e Túlio, de falta, aos 17 minutos do 2° tempo para o Bragantino
  • Local: Arena Acreana, em Rio Branco

Por Fábio Relvas