Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Após 20 horas de manifestação, movimentos decidem liberar a BR-155

Protesto só terminou com a chegada do superintendente do Incra, que atendeu parte das reivindicações dos trabalhadores

Manifestantes ligados à Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Estado do Pará (Fetraf) fecharam a BR-155 por volta das 4 horas da manhã de segunda-feira (16) e só liberaram a rodovia por completo à meia noite desta terça-feira (17), depois de o grupo receber a visita do superintendente do Incra em Marabá, Valciney Gomes, que apresentou um documento atendendo parte das reivindicações dos manifestantes.

A coordenadora da Fetraf estadual, Vivian Oliveira, apresentou à reportagem do blog as principais pautas da reivindicação do movimento. “Sem dúvida alguma a nossa pauta é “reforma agrária”. Acreditamos que o sul do Pará está abandonado pelo governo federal, principalmente quando se trata de ações do Incra. Nós bloqueamos a BR-155, reunimos nosso povo e a intenção ontem era pressionar o desbloqueio e o desarquivamento da área e a suspenção da liminar da Fazenda Estrela de Maceió, o que conseguimos. Mas não nos contentamos apenas com isso, queremos a celeridade do processo” explicou a coordenadora.

Segundo Vivian, somente na Fazenda Estrela de Maceió existem dezenas de famílias que estão há mais de 13 anos em áreas já deveriam ter sido negociadas com o governo federal e, de uma hora para outra, surgiu a notícia de que o Incra não tem mais interesse em realizar reforma agrária nessas áreas. “Os agricultores cobram em pauta mais agilidade nos projetos de agricultura familiar e serviços sociais para a região, assim como celeridade nos processos de assentamentos”, destacou.

A presidente da Colônia Sertão Bonito, Cida Dias, disse que o assentamento está localizado no município de Conceição do Araguaia e comporta 38 famílias, as quais cobram por iluminação de qualidade, melhorias nas estradas e emissão da posse da fazenda.

Durante toda manhã desta terça-feira, cerca de 150 pessoas ficaram concentradas às margens da BR-155, porém não interditaram a pista. As caravanas ficaram de seguir viagem para seus assentamentos às 14h30 de hoje.

Deixe uma resposta