Aeronave que voava entre Ourilândia do Norte e uma aldeia indígena está desaparecida desde domingo (Atualizada)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

imageUma aeronave da PEMA – Pereira e Machado Táxi Aéreo, prefixo PT-EPD, tipo PA 32R (Sertanejo)fabricada pela Embraer, está desaparecida desde o último domingo (30), quando decolou do aeroporto de Ourilândia do Norte rumo à aldeia Irirí, dos índios kaidjan, às 13h320.

Segundo as primeiras informações, índios de aldeias Kukará, próxima ao destino avistaram a aeronave, que era pilotada pelo experiente piloto Marcio Gomes. Ele teria conversado, via rádio, com outros colegas pilotos cerca de 15 minutos antes do destino. A aeronave levava apenas um índio da tribo kaidjan, sendo este um voo rotineiro para Marcio Gomes.

IMG-20150901-WA0130

Uma equipe de busca e salvamento da FAB composta por 20 pessoas está na região desde domingo para localizar a aeronave desaparecida, mas ainda não há informações do paradeiro da mesma. Outros cinco aviões da região ajudam nas buscas.

Atualização às 19h15

IMG-20150901-WA0127A aeronave foi encontrada por volta das 17 horas pelo Graesp – Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Estado do Pará –, de Redenção, em uma área de mata fechada, a 10 minutos do destino, com a fuselagem apartada das asas. Infelizmente piloto, Marcio Gomes (foto) e o indígena que o acompanhava morreram com a queda da aeronave. Segundo as primeiras informações a carga teria se soltado e atingido os tripulantes durante a queda.

De acordo com o delegado Antônio Miranda Neto, Superintendente Regional de Polícia Civil de Redenção, amanhã um delegado de Tucumã será designado para acompanhar o resgate dos corpos.

Posts relacionados