40º Círio de Marabá terá Rodoromaria com transmissão online para evitar aglomerações

Programação foi divulgada durante coletiva à imprensa. Transladação com imagem de Nossa Senhora será nos dias 17 e 18 de outubro
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Bispo da Diocese de Marabá, Dom Vital Coberlini, padre Peterson Maria e representantes da Diretoria da Festa divulgaram a programação da 40º Círio de Marabá durante coletiva à imprensa, nesta sexta-feira, 29. Com novo formato, por causa da pandemia da Covid-19, a Festa Nazarena terá transladação rodoviária e missas transmitidas ao vivo, pelas redes sociais e veículos de comunicação, para evitar aglomeração nas ruas.

A abertura oficial será no dia 20 de setembro, com as peregrinações nas paróquias e Diocese. “No dia 29, a imagem sairá do Santuário e vai peregrinar pelas paróquias do nosso município visitando as comunidades”, explicou o padre Peterson.

No dia 17 de outubro (sábado), às 8h, será celebrada a Santa Missa na Paróquia São Francisco de Assis e às 9h, será dado início a primeira Rodoromaria com a previsão de chegada às 11hs no Santuário de Nazaré, para a bênção dos carros. Às 16h será celebrada a Santa Missa e em seguida o Transalado Rodoviário até a Catedral Diocesana. Às 19h30, será realizada a missa para apresentação do Manto Oficial de Maria 2020.

No domingo, dia 18, será realizado o 40º Círio de Marabá que este ano, pela primeira vez terá celebração de várias missas, a partir das 7h. “Todas as paróquias estarão celebrando a missa no mesmo horário da Catedral, seguindo todas as recomendações sanitárias, para que não haja nenhuma aglomeração na Catedral Diocesana na velha Marabá”, ressaltou padre Peterson, que reforçou o uso de máscaras.

Após a missa, será dado inicio ao Círio Rodoviário que percorrerá as principais ruas de Marabá, com paradas para orações e homenagens das paróquias. A chegada no Santuário está prevista para as 11h30, onde será realizada a Santa Missa celebrada por Dom Alberto Coberlini. O Bispo destacou que todo o percurso será transmitido pelas redes sociais e pediu para que as famílias fiquem em casa “Defender a vida significa também estar em casa, evitar as aglomerações, usar as máscaras para evitar o contato do vírus. Para que no Círio possamos defender não só a nossa vida, mas dos outros também”.

Percurso

A Diretoria do Círio divulgou o trajeto da Rodomaria, no dia 17, véspera do Círio. A imagem sairá com o carro da Praça São Francisco, pela BR 222, entrando nas Folhas 5, 10, 11, 12 e 16, com a chegada às 11h no Santuário.

No horário da tarde, a partir das 16h, será celebrada a missa, e em seguida, o Translado Rodoviário até a Catedral Diocesana. Por causa da pandemia, o Círio Fluvial foi cancelado e no lugar dele, haverá bênção dos barqueiros na orla de Marabá, durante o percurso.

Corda

A Diretoria da Festa decidiu fazer a exposição da corda, que é um dos símbolos mais significativos da fé dos promesseiros. A corda ficará exposta para visitação a partir do domingo do Círio até o fim do Recírio para que os romeiros tenham tempo de fazer agradecimento e orações, e assim evitar as aglomerações. “Vai ter Círio em novo formato porque nós como igreja queremos preservar a vida e cooperar com as instâncias que estão lutando pra combater a Covid-19. Vai ser um círio online para que as pessoas possam participar, vivenciar o Círio em casa, pelas redes sociais, pela imprensa de um modo geral”, reforçou Peterson Maria.

Por Dayse Gomes

Publicidade