24 de março – Dia Mundial de Combate a Tuberculose

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

TOSSE É COISA SÉRIA! TOSSE POR MAIS DE TRÊS SEMANAS, PODE SER TUBERCULOSE!

O que é a Tuberculose?
É uma doença infectocontagiosa causada por uma bactéria, denominada Microbacterim Tuberculosis, mais comumente conhecida como Bacilo de Koch. Devido ter sido descoberta pelo Médico e Cientista Robert Koch em 1882.

Infelizmente muitas pessoas acham que a doença é algo do passado, mas mal sabem que esta se faz presente no nosso município, estado, país e mundo. Anualmente são detectados aproximadamente 80 mil casos em nosso país, um incidência de aproximadamente 42 casos a cada 100.000 mil habitantes. Cerca de 5 mil pessoas vem a óbito anualmente, e um dos principais fatores desses óbitos é a resistência ao tratamento. Uma grande maioria das pessoas em tratamento não levam o tratamento a sério, muitos destes alcoólatras, o que dificulta a atuação do medicamento no organismo e com o tempo não fazendo mais o efeito esperado.

Como se transmite?
A transmissão ocorre por vias aéreas, através da fala, tosse, espirro de uma pessoa contaminada com a bactéria para uma pessoa sadia. Geralmente a bactéria da Tuberculose atinge os pulmões (forma pulmonar), mas podem atingir outras regiões do organismo (forma extrapulmonar), tais como: gânglios, ossos, rins, intestinos.

Segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde, 1/3 da população mundial possui a bactéria da Tuberculose no organismo, porém a pessoa só desenvolve a doença geralmente quando há uma queda severa da imunidade. Um exemplo são as Pessoas que Vivem com HIV/AIDS, que por falta de adesão de tratamento ou não conhecimento do vírus HIV acabam desenvolvendo a Tuberculose, procuram a Unidade de Saúde para tratamento, e quando realizam o teste anti-HIV , são surpreendidas com o resultado positivo. Situação do qual, denomina-se co-infecção.

 

Quais os principais sintomas?
Tosse seca ou com secreção por mais de três semanas; Febre, geralmente ao entardecer; Falta de apetite; Emagrecimento e cansaço fácil; Suores noturno; Fraqueza; Dor no peito.

Vale lembrar, que a pessoa não precisa apresentar todos os sintomas para desconfiar se está com Tuberculose. A associação de 3 sintomas citados, já são indícios da presença da doença.

Diagnóstico
Dados clínicos, “Raio – X” do tórax e exame laboratorial direto do escarro , secreção presente no pulmão. O paciente escarra a secreção em um coleto de exame de rotina e o laboratório detecta a presença da bactéria da tuberculose.

Tratamento
Geralmente o tratamento tem duração de seis meses, os remédios são gratuitos e cedidos apenas pelo SUS.

Uma das principais prevenções, é manter o ambiente sempre arejado, com janelas e portas abertas para que o ambiente mantenha-se ventilado.

Todas as pessoas que convivem ou já conviveram com quem tem Tuberculose deve ser examinado por um médico.

TUBERCULOSE TEM CURA! QUANTO MAIS CEDO A PROCURA, MAIS CEDO SERÁ A CURA

Texto de Michele Ferreira, enfermeira e funcionária do Dptº de Vigilância em Saúde, Coordenadora do Programa Municipal de Controle da Tuberculose e Hanseníase.