21ª URE diz que professores ainda estão sendo lotados em Parauapebas

A 21ª URE afirma que a lotação de professores ainda está acontecendo e, caso seja necessário, a Seduc deve autorizar a realização de PSS para contratar mais profissionais
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Depois da matéria publicada pelo Blog, em que o promotor da 7 dias para que o governo do estado contrate professores para rede publica estadual em Parauapebas, o gestor da recém-criada 21ª URE (Unidade Regional de Educação), José Sena da Silva, informou ao Blog que, no momento, está concluindo a lotação de professores e admite que, para algumas disciplinas, principalmente Química, realmente está havendo dificuldade de lotar profissionais.

Silva informa que, desde o início da semana, vem verificando onde é possível lotar o professor, elevando a carga horária para até 250 horas, adequação essa que foi feita diante dessa necessidade imediata.

“No caso dos anexos, a situação é professor para ir para lá. Não é que não tenha professores, mas às vezes o professor não quer ir porque fica a 70 quilômetros daqui. A prefeitura tem condução, mas não leva daqui para lá, apenas circula nos arredores. Então, essa é uma dificuldade”, explica Sena.

Ele afirma que a Seduc (Secretaria de Estado de Educação) está enviando todas as possibilidades para que essa carência diminua, mas diz que, fechada a lotação de professores e não tendo mais possibilidade de adequações, naturalmente vai sair um quadro de disponibilidade de horas, o que deve acontecer até amanhã.

“Aí sim, nós vamos dizer ‘olha, estão faltando tantos professores de tais disciplinas’ e a Seduc vai usar um PSS [Processo Seletivo Simplificado] para atender a essas demandas. Então, está tudo sob controle”, disse ele, que é responsável também pelos municípios de Curionópolis, Canaã dos Carajás e Eldorado do Carajás.

Por Eleuterio Gomes – Correspondente em Marabá

Deixe seu comentário

Posts relacionados