10 mil alunos da rede pública de educação voltaram às aulas nesta quinta-feira em Canaã dos Carajás

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

As férias chegaram ao fim para os alunos da Rede Pública Municipal de Educação de Canaã dos Carajás. Cerca de 10 mil estudantes da educação infantil ao 9º ano retornam às salas de aula durante toda a quinta-feira (18). O novo ano letivo recomeça após boa fase vivida pela educação local no ano de 2017. A principal meta para 2018 é manter o bom trabalho do ano que se passou e buscar melhorar a qualidade do ensino.

Pensando nessa melhora contínua no nível de ensino, as atividades da Secretaria começaram bem cedo. Já no dia 03 de janeiro o corpo técnico se reuniu para definir a programação do Encontro Pedagógico. A reunião de metas aconteceu na última terça-feira (16) e quarta-feira (17). Por lá, estratégias foram definidas e reflexões sobre as metodologias aplicadas em sala de aula foram feitas. Centenas de profissionais participaram do Encontro.

Entre as novidades para este ano, o fim do turno intermediário é a principal. Após anos de críticas, o questionado “turno da fome” foi extinto graças à drástica redução da quantidade de alunos da Rede Municipal, quase cinco mil, e também por conta da inauguração de novas escolas em 2017. “Queremos inaugurar mais uma escola no Residencial Canaã para atender com eficiência a demanda daquele bairro. Tivemos vários avanços nesse sentido, mas queremos melhorar ainda mais” explicou André Wilson, secretário de educação no município.

Outra novidade apresentada para o ano é o zoneamento das escolas por bairro. As rotas de ônibus foram redefinidas para diminuir o tempo dos alunos nos ônibus escolares e assim otimizar o processo educacional individual. Canaã possui hoje 21 escolas, 13 na zona urbana e 8 na zona rural. Com a nova proposta, cada escola atenderá bairros específicos, o que permitirá uma maior organização do ensino.

De acordo com a Secretaria de Educação, os uniformes dos alunos serão fornecidos em 2018 e já estão em processo licitatório. Já a Educação de Jovens e Adultos (EJA), passa por levantamento de demanda em todas as escolas da zona rural. Ainda de acordo com a SEMED, alguns profissionais farão a análise de demanda no Residencial Canaã na próxima segunda-feira (22). A ideia é abrir uma, ou até duas turmas de alfabetização do EJA para atender ao bairro.

Confiante para o ano, o secretário André falou: “Queremos fazer de Canaã uma verdadeira referência regional em educação. Estamos muito bem e vamos manter o foco no trabalho. Acredito que 2018 será ainda melhor que 2017.”

Deixe seu comentário

Posts relacionados