“Valmir da Integral é imaturo politicamente”, diz Giovanni Queiroz

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por Francesco Costa

Com o objetivo de participar de um leilão de gado, realizado no Tatersal do Parque de Exposições Agropecuárias de Parauapebas cujos valores serão revestidos na campanha de emancipação de Carajás, o deputado federal Giovanni Queiroz (PDT) esteve em Parauapebas. “Vim prestigiar estes companheiros que se solidarizam em torno desta luta”, explicou o deputado, qualificando o leilão como um momento extraordinário.

Giovanni aproveitou sua vinda ao município para reunir-se com a executiva do partido; e avaliou o surgimento da nova legenda, o Partido Social Democrático (PSD) como desnecessária. “Já temos partidos demais, o que falta é linha ideológica. Este, o PSD, já diz que vai ficar em cima do muro. Promete ser um partido independente, inclusive, na linha ideológica. Portanto eu não vejo acrescentar nada ao processo político nacional”, avalia Giovanni, mensurando que a nova sigla já nasce com um número grande de deputados que, segundo Giovanni, estão descontentes com suas antigas legendas.

A nova legenda deverá, nas previsões do deputado, se coligar de uma forma muito pragmática. “acredito que o PSD vai ter apoios mais independentes, mas deverá também se aliar ao governo. Vamos aguardar um pouco mais e ver qual rumo de fato tomará”, avalia Giovanni.

Questionado sobre a migração de Valmir Queiroz Mariano, o Valmir da Integral, que deixou o PDT e filiou-se ao PSD ele foi direto: “O Valmir é uma boa pessoa e continua sendo, em minha leitura. No entanto é imaturo politicamente. Ele perde com isto a oportunidade de ser prefeito de Parauapebas, ao perder todo grupo que o apoiou dando-lhe a condição de ser muito bem votado no município em sua campanha a deputado estadual. O PDT não será solidário à sua candidatura a prefeito nas próximas eleições independente do partido que ele seja candidato.”

O deputado diz ainda que o PDT lançará candidatura própria, mas pondera que esta definição se dará no próximo ano ao aproximar do período convencional quando, ainda segundo Giovanni, fará alianças com os candidatos que na época for conveniente para o partido.

Publicidade

Posts relacionados