Ulianópolis distribui alimentos da Agricultura Familiar às famílias carentes do município

A ação faz parte do programa de Aquisição de Alimentos, que visa o fortalecimento econômico do pequeno produtor rural e garantir assistência alimentar às famílias em vulnerabilidade social
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Ulianópolis, no sudeste do Pará, realizou nesta terça-feira (2), a distribuição de mais 250 kits de alimentos da Agricultura Familiar para as famílias carente do município. A ação faz parte do Programa de Aquisição de Alimentos, que contribui para o fortalecimento econômico do pequeno produtor rural e no reforço alimentar das famílias em vulnerabilidade social.

A distribuição é feita em uma parceria entre as secretarias municipais de Assistência Social (Semas) e de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semagri). De acordo com a Semas,  quase mil famílias em vulnerabilidade social, atendidas pelos programas sociais do município, são contempladas com os kits de alimento.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), criado pelo art. 19 da Lei nº 10.696, de 02 de julho de 2003, possui duas finalidades básicas: promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. Para o alcance desses dois objetivos, o programa compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial, pelos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional e pela rede pública e filantrópica de ensino.

O PAA também contribui para a constituição de estoques públicos de alimentos produzidos por agricultores familiares e para a formação de estoques pelas organizações da agricultura familiar. Além disso, o programa promove o abastecimento alimentar por meio de compras governamentais de alimentos; fortalece circuitos locais e regionais e redes de comercialização; valoriza a biodiversidade e a produção orgânica e agroecológica de alimentos; incentiva hábitos alimentares saudáveis e estimula o cooperativismo e o associativismo.

O orçamento do PAA é composto por recursos do Ministério da Cidadania. A execução do programa pode ser feita por meio de seis modalidades: Compra com Doação Simultânea, Compra Direta, Apoio à Formação de Estoques, Incentivo à Produção e ao Consumo de Leite, Compra Institucional e Aquisição de Sementes.

O programa vem sendo executado por estados e municípios em parceria com o Ministério da Cidadania e pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O PAA foi instituído pelo art. 19 da Lei nº 10.696, de 02 de julho de 2003, no âmbito do Programa Fome Zero. Esta Lei foi alterada pela Lei nº 12.512, de 14 de outubro de 2011 e regulamentada por diversos decretos, o que está em vigência é o Decreto nº 7.775, de 4 de julho de 2012.

(Tina Santos)