Marabá

Serviços de drenagem e asfalto alcançam bairros periféricos em Marabá

As obras de infraestrutura acontecem em todos os bairros, com turnos de trabalho, inclusive aos finais de semana. Neste sábado (21) a Folha 13 na Nova Marabá recebeu pavimentação.

Logo após findar o inverno, a Prefeitura de Marabá, por meio da Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop), deu o “start” para as frentes de pavimentação que já estavam programadas para este ano. Estes serviços incluem drenagem, terraplanagem e pavimentação asfáltica. Os bairros KM-07, São Félix, Novo Horizonte, Belo Horizonte, Jardim União, duas marginais da Vila Sororó (zona rural- Km 35), Bom Planalto, tiveram obras de drenagem e pavimentação finalizadas. Além destes, outros locais ainda devem receber esses serviços.

Para receber a pavimentação, primeiramente a rua passa pelo serviço de drenagem profunda. Conforme o engenheiro civil Fábio Cardoso Moreira, titular da Sevop, o sistema de drenagem tem como principal objetivo evitar alagamentos no local, pois aumenta a capacidade de coleta de águas proveniente das chuvas, e em consequência o escoamento dela, que se concentra rapidamente no período chuvoso.

Em fevereiro deste ano, uma obra de drenagem de extrema importância foi realizada entre a Avenida Manaus com a Rua Curitiba, no Bairro Belo Horizonte. Orçada em R$ 2.574.908,06, o serviço foi realizado pela empresa licitada Construtora Central do Brasil (CCB). O local se trata de um ponto de inflexão, onde convergem todas as águas daquela grande bacia que é formada pela Avenida Manaus, desde a Avenida Nagib Mutran, totalizando quase 400 mil metros quadrados de área, o que concentra a água de forma muito rápida. A obra foi complexa e exigiu capacidade técnica.

Jaime Pessoa da Silva, engenheiro da empresa responsável pela obra, explicou que as escavações da drenagem formam 4,5 metros de profundidade, sendo duas redes de manilhas, somando 950 metros, uma rede dupla de 1.200, que dobrou a capacidade de escoamento.

No complexo Cidade Nova, além da Manaus e Curitiba, as ruas do Bairro Novo Horizonte, Belo Horizonte e Vila Poupex ganharam asfalto, meio fio e sarjeta. Já a marginal da Rodovia Transamazônica recebeu serviço de urbanização, incluindo drenagem e pavimentação. O asfalto também foi feito nas ruas Adelina e Goiás, no Bairro da Liberdade. A Rua 1º de Junho, no Jardim União, após a drenagem, agora está recebendo a pavimentação.

“Dentro do que estava previsto no cronograma dos lotes de pavimentação, este ano concluímos o asfalto no Km-07, São Félix, Novo Horizonte, Belo Horizonte, Bom Planalto e estamos com frentes de trabalho no Jardim União, Vila Sororó, sendo as duas marginais da BR-155. Estamos com obras em andamento, ainda para concluir este ano, nas Folhas 19, 33 e 35, Folhas 17 e 29, 11, 12 e 13. Na Marabá Pioneira estamos com obra na travessa Nossa Senhora das Graças, sempre com o mesmo padrão, drenagem profunda, pavimentação, meio-fio e calçada”, afirmou o titular da Sevop.

O secretário Fábio Cardoso avaliou que algumas obras requerem certo tempo para a conclusão, em razão da qualidade empregada no projeto. No caso das pavimentações, elas são antecedidas com drenagem profunda, colocação de manilhas, terraplanagem, compactação do solo, o asfalto, meio-fio e sarjeta, além da calçada.

Moreira explica ainda que estão sendo implantados no município dois modelos de pavimentação, sendo um com base no CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), um dos tipos de revestimento asfáltico mais empregados no Brasil que provém da destilação do petróleo, e pavimentação em concreto.

Nova Marabá

Ademais, foram adicionados três lotes de serviços, a fim de contemplar todas as Folhas. “Fizemos nosso planejamento para todas as Folhas, até o final do próximo ano, quando termina o mandato, pretendemos atender todas as Folhas”, garantiu o secretário municipal de Viação e Obras Públicas, Fábio Moreira.

A Sevop executa também serviços complementares como a reforma de postes, escolas, o tapa-buraco, e ainda os serviços diários de correção. “Estamos presentes em toda a cidade, não apenas na zona urbana, como rural também”, destacou o engenheiro civil.

Qualidade de vida

Na Folha 13, na Nova Marabá, está sendo empregado o modelo CBUQ. Na maioria das ruas o serviço de drenagem foi feito e agora são preparadas para a pavimentação. Aposentado e morador da Folha 13 há 26 anos, Agenor Alves dos Reis, de 78 anos, conta que saiu da lama para viver melhor. “Eu sempre esperava que um dia passasse o asfalto aqui, a fé sempre prevalece. Quando vi os serviços, senti grande alegria porque a gente saiu da sujeira e vamos viver num lugar melhor, agora saímos da lama e da poeira e até a muriçoca diminuiu depois da drenagem”, declarou.

 A dona de casa Naira Miranda Brasil, moradora da rua Salvador, no bairro Belo Horizonte, há mais de 30 anos, reuniu com os moradores e já marcaram até uma festa para comemorar a chegada do asfalto.

“Hoje estamos de parabéns, está muito bonita e estamos realizados e, em breve, faremos aqui uma festa para agradecer a atual gestão. Antes aqui era horrível, hoje saímos da poeira e da buraqueira. Eu acho que está mudando muita coisa, pois o asfalto está em todo lugar, melhorou muito a qualidade de vida da população em todos os lugares”, concluiu Naira Miranda.

Texto: Victor Haôr e Emily Coelho/ Secom PMM

Deixe seu comentário