Parauapebas

Semed planeja pagamento retroativo referente à mudança de nível de professores da rede

Na última sexta-feira, 15, foi realizada uma reunião entre Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará – subsede Parauapebas (Sintepp) para …

Na última sexta-feira, 15, foi realizada uma reunião entre Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará – subsede Parauapebas (Sintepp) para tratar do assunto. No encontro solicitado pelo próprio sindicato, ficou estabelecido e acordado entre as partes que o cronograma de pagamento das referidas progressões seria definido após um levantamento financeiro realizado pela Secretaria Municipal de Administração (Semad).

O motivo, além da necessidade de avaliação pormenorizada da situação e verificação de cada caso individualmente, é o grande volume de recursos destinados ao pagamento de professores e demais servidores nos meses de maio e junho, o que representa um impacto significativo sobre a folha de pagamento. No final deste mês será realizado o pagamento retroativo do aumento de salário concedido aos servidores (10% de acréscimo) e do aumento do vale alimentação, que passou de R$ 350,00 para R$ 400,00. No final do mês de junho, será realizado o pagamento do mês, mais o referente às férias e 1/3 sobre as férias dos professores da rede.

Por esses motivos, causa surpresa a nota de repúdio emitida pelo Sintepp, que além de ir contra o acordo firmado na reunião mencionada anteriormente, distorce informações e não menciona a necessidade real de planejamento para o pagamento da mudança de nível dos professores.

A Prefeitura de Parauapebas reforça o seu compromisso com uma educação de qualidade no município, sempre em obediência à legislação vigente, e lamenta que fatos como esse tentem influenciar a opinião pública de forma inadequada. A Secretaria Municipal de Educação segue buscando a melhoria no ambiente e nas condições de trabalho dos professores e irá cumprir o que a lei determina, com responsabilidade e cuidado com os gastos públicos. (ASCOM PMP)

Deixe seu comentário