Semana da Cultura Evangélica encerra com final do Festival Tempo de Louvor

Evento empolgou o público que compareceu à Praça de Eventos e foi muito bem avaliado pelos organizadores, pelos participantes e pelos competidores do festival
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Após várias audições das quais participaram mais de 300 inscritos, o Festival Tempo de Louvor chegou à final no sábado (12), com a participação de 10 concorrentes: Josinaldo de Arruda, Gabriel Nogueira, Joanderson Barros, Weudonkou Costa, Ana Cristina, Luziane Lopes, Josielma Lima, Aurylane Neves, Raíra Fereira e a dupla Gaby e Alessandro.

Os vencedores foram: 1º lugar – Gabriel Nogueira, que levou o prêmio de R$ 10 mil; 2º lugar – Aurilany Neves, que ganhou R$ 3 mil; e 3º lugar – Weudoncou Costa, que embolsou R$ 2 mil.

2º lugar – Aurilany Neves

A final aconteceu na Praça de Eventos, após a Marcha Para Jesus, dando como encerrada a Semana da Cultura Evangélica, que, segundo o secretário Municipal de Cultura, Saulo Ramos, teve como objetivo contemplar a comunidade evangélica com diversos eventos, sendo o ponto alto o 4º Festival Tempo de Louvor.

“Foi bom ver a dedicação de todos os envolvidos tanto participantes quanto organizadores e até a torcida. Mas, melhor mesmo foi notar a aprovação da comunidade evangélica que compareceu em todos os atos do festival, nas audições e também na final”, comemorou Saulo Ramos.

3º lugar – Weudoncou Costa

Para o próximo ano ele planeja parceria com o Conselho de Pastores, que já está garantida, reconhecendo que houve excelente resultado.

“O nível de qualidade de todos os inscritos foi alto, colocando em dificuldade o corpo de jurados. Imagine como foi na final quando se apresentaram os 10 melhores de 300!”, comentou, com admiração Gerardo Teixeira, um dos pastores que faz parte da organização, dizendo-satisfeito com a retomada do sucesso do Festival Tempo de Louvor. Ele já faz planos para que a próxima edição seja ainda melhor, tanto em número de inscritos como também em premiação.

De acordo com o pastor Gerardo, a ideia é melhorar cada vez mais para que participantes também de outros municípios além de público, venham participar, o que trará visibilidade para Parauapebas e aquecimento nem só espiritual, mas, também financeiro para o comércio local.

Publicidade