Redenção vai locar maquinário e veículos pesados por até R$ 8 milhões

Prefeitura diz que não tem em sua frota oficial os veículos de que precisa, que vai economizar com custo de manutenção do maquinário e que os utilizará em ações de interesse do município
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O município mais importante do sul do Pará está a postos para realizar um pregão presencial no próximo dia 12 a fim de locar diversos veículos para atender demandas, sobretudo, nas áreas de infraestrutura e produção rural. Redenção, cuja prefeitura faturou R$ 221,07 milhões líquidos durante 2020, começou o ano com um pacote de R$ 8,09 milhões para locação mensal de maquinário e veículos pesados com recursos próprios. As informações foram levantadas pelo Blog do Zé Dudu e podem ser checadas aqui.

A demanda é de 36 veículos por mês, de 18 tipos diferentes, sendo que os mais requisitados pela prefeitura são caminhões-caçamba (dez por mês), motoniveladoras (quatro) e caminhões-pipa (três), entre outros. A ideia é locar a frota por 12 meses, ainda assim o contrato de aluguel poderá ser prorrogado por até cinco anos, se ficar demonstrado que é mais vantajoso para os cofres públicos.

Em mensagem de justificativa, a Prefeitura de Redenção alega que a contratação é necessária porque o município não dispõe dos veículos em sua frota oficial e porque, também, eventuais despesas com manutenção ficarão a cargo da empresa contratada. O Blog do Zé Dudu só não identificou no texto da justificativa, no entanto, qual a economia estimada em termos de manutenção com a contratação.

O governo municipal diz que alguns veículos serão utilizados por agentes de fiscalização no combate a crimes ambientais; na manutenção, conservação e melhoria de vias públicas e estradas vicinais; no transporte de cargas pesadas e no escoamento da produção agrícola; e em programas e ações desenvolvidas dentro do plano municipal e das políticas públicas voltadas ao progresso de Redenção.