Prefeitura de Parauapebas iniciou uma nova obra a cada 9 dias em 2021

No portfólio das frentes de trabalho abertas está a ponte Liberdade-União, refeita integralmente e, segundo moradores, em tempo recorde, por ter sido iniciada e finalizada no prazo previsto.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um levantamento realizado com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu mostra que a gestão do prefeito Darci Lermen abriu uma nova frente de obras e serviços a cada nove dias corridos — ou praticamente duas semanas administrativas, de segunda a sexta — no decorrer deste ano. Foram emitidas pelo menos 40 ordens de serviço, considerando-se apenas as frentes de trabalho genuinamente iniciadas em 2021. Os investimentos totais somam R$ 186,982 milhões, quantia superior à arrecadação inteira de 80% das 144 prefeituras do Pará.

Os quatro maiores contratos, todos superiores a R$ 20 milhões, dizem respeito a serviços diversos. A empreita de máquinas e caminhões com condutores e combustível, por exemplo, teve custo orçado em R$ 26,931 milhões. Já o contrato para drenagem e pavimentação de três bairros do complexo VS10 (Morada Nova, São Lucas e Talismã) foi orçado em R$ 23 milhões.

O pacote de obras que compreende macro e microdrenagem, sistema viário, esgotamento sanitário, abastecimento de água, urbanização e iluminação da primeira etapa do Igarapé Lajeado, braço do famoso Programa de Saneamento Ambiental de Parauapebas (Prosap), teve custo de R$ 22,898 milhões. Enquanto isso, o serviço de drenagem e pavimentação da rua principal e das adjacentes da VS10 foi estimado em R$ 20,643 milhões.

Até pouco tempo concentradas exclusivamente na Secretaria Municipal de Obras (Semob), as obras públicas de Parauapebas hoje são tocadas também por outras unidades orçamentárias, como o Prosap e a Secretaria Especial de Governo (Segov). Vale ressaltar que essas não são as maiores licitações do município este ano.

Começadas e terminadas

Pelo menos 10% das 40 frentes de trabalho apuradas pelo Blog iniciadas este ano chegaram ao fim antes do raiar de 2022. A mais famosa delas é, sem dúvidas, a ponte que interliga a Rua Vinícius de Moraes (Bairro Liberdade) à Rua 11 (Bairro União). No valor de R$ 2,671 milhões, a ponte — refeita em substituição à estrutura anterior condenada por órgãos de segurança — foi erguida em tempo recorde e, segundo populares, entrou para a história como a obra indiscutivelmente útil mais rápida de Parauapebas.

Confira algumas das obras iniciadas e já concluídas, conforme consta do portal da transparência:

  • Ponte Liberdade–União | Começou em 27/4 e terminou em 27/10 | Custou R$ 2,671 milhões
  • Construção de calçadas no Beira Rio 2 | Começou em 1º/2 e terminou em 31/7 | Custou R$ 206,6 mil
  • Aquisição de sacos de cimento | Começou 6/7 e terminou em 6/11 | Custou R$ 150 mil
  • Reforma da sala de tomografia | Começou em 9/7 e terminou em 2/8 | Custou R$ 97,6 mil