Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Polícia elucida morte de jovem, em bar, em agosto passado, em Parauapebas

Matador, que foi contratado para executar o rapaz, morreu cinco dias depois em confronto com a PM. Polícia já identificou os mandantes, que já estão com a prisão decretada pela Justiça
Continua depois da publicidade

Após iniciar investigações logo após a morte, por execução, de Jadson Oliveira da Silva, em um bar do Bairro da Paz, em 11 de agosto passado, a Polícia Civil elucidou o caso e identificou o matador como Marcus Vinícius Sousa Oliveira, que não ficou vivo por muito tempo depois de ter cometido o assassinato. Ele morreu em confronto com policiais militares, também no Bairro da Paz, no dia 16 de agosto. Cinco dias, portanto, após a execução de Jadson.

Vinícius foi reconhecido em fotografias pela namorada de Jadson, assim como por outras testemunhas, e também por meio de laudo prosopográfico. Ou seja, baseado na descrição dos traços fisionômicos, da figura e do porte da pessoa.

Jadson da Silva teria sido assassinado em meio a uma disputa de territórios por pontos de venda de entorpecentes e também por briga entre facções. Entretanto, as investigações também levaram à conclusão de que Marcus Vinícius foi pago para matar o rapaz, por pessoas que já foram identificadas pela polícia e que, segundo o delegado Felipe Oliveira, que preside o inquérito, já tiveram a prisão decretada pela Justiça e estão sendo caçadas pela polícia.

Deixe uma resposta