Polícia Civil de Marabá apreende uma menor suspeita de envolvimento na morte do ex-vice-prefeito de Nova Ipixuna

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Foi apreendida pela Polícia Civil de Marabá uma menor suspeita de envolvimento na morte do ex-vice-prefeito de Nova Ipixuna, Adão Lima de Jesus, o Adãozinho. A possível autora do ato infracional equiparado ao crime de homicídio ficou de ser apresentada ao Ministério Público ainda na manhã desta sexta-feira (8). A partir daí será definido se ela será internada, decisão que cabe ao Poder Judiciário.

Além de localizar e conduzir a jovem à delegacia, os policiais apreenderam a arma de fogo que teria sido usada no crime. Segundo o que foi apurado, o revólver pertencia a Adãozinho.

A delegada titular do Departamento de Homicídios, Raissa Beleboni disse à imprensa que a adolescente confessou a autoria do ato, mas alegou legítima defesa. Se a Justiça decidir pela internação da menor, ela terá que ser levada para Belém. Isso porque em Marabá não existe centro apropriado para internação de adolescentes do sexo feminino.

Participaram da operação que levou à apreensão da menor a Superintendência Regional de Polícia Civil do Sudeste do Pará, 21ª Seccional Urbana de Marabá e o Departamento de Homicídios. crime

O crime
Adãozinho foi encontrado morto na manhã da última quarta-feira (6), na residência dele, no centro de Nova Ipixuna. Segundo a polícia, a vítima estava despida em cima da cama, com um tiro na nuca.

Filiado ao PSB, ele foi vice-prefeito no mandato do ex-prefeito José Pereira de Almeida, o Zezão (PT), no período de 2001 a 2007. A Prefeitura de Nova Ipixuna decretou luto de três dias pela morte de Adãozinho.

Publicidade

Relacionados