Piscicultura é tema de reunião em Novo Repartimento

A prefeitura local firmou parceria com vários órgãos a fim de viabilizar a criação de peixes em cativeiro no município
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

À montante da Hidrelétrica Tucuruí, o município de Novo Repartimento, localizado na região sudeste paraense, busca promover o desenvolvimento da piscicultura. Sozinho, ele detém 44,29% do reservatório de água da hidrelétrica.

Na semana passada, uma reunião entre a Prefeitura Municipal, Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e piscicultores locais foi realizada para discutir o desenvolvimento do setor, a partir da criação e legalização da cooperativa dos piscicultores e também a possibilidade de instalação de um frigorífico de beneficiamento do pescado.

Em se tratando de reservatório de água, Novo Repartimento dispõe de 1.335 quilômetros cúbicos de água do Lago de Tucuruí, propícios para investimentos na criação de peixe em tanques-rede, além de dezenas de propriedades rurais com capacidade para construção de tanques escavados.

Para promover o setor, a Prefeitura Municipal firmou parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), ofertando cursos técnicos para produtores interessados na criação de peixe. E outra parceria, com a Secretaria de Estado Agropecuário e da Pesca (Sedap), está em negociação. “Essas ações serão fundamentais para impulsionar a cadeia produtiva do pescado em nosso município,” ressalta o prefeito Valdir Lemes (PSD). (Antonio Barroso)