Pasta de Helder Barbalho tem corte orçamentário de quase 78%

No contingenciamento orçamentário anunciado na sexta-feira (22) pelo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, a pasta da Pesca foi a primeira no ranking proporcional dos cortes. Ela, que é comandada pelo …

HBNo contingenciamento orçamentário anunciado na sexta-feira (22) pelo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, a pasta da Pesca foi a primeira no ranking proporcional dos cortes. Ela, que é comandada pelo paraense Helder Barbalho, teve queda de 77,9%.

Inicialmente, o volume de dinheiro previsto para a secretaria, que tem status de ministério, era de R$ 736 milhões para este ano. O montante caiu para R$ 162 milhões. O corte representa um valor de R$ 574 milhões.

3 comentários em “Pasta de Helder Barbalho tem corte orçamentário de quase 78%

  1. joão de deus ferreira Responder

    Violência
    Qualidade ou caráter de violento. Ato ou efeito de violentar, constrangimento físico ou moral.
    Qualquer força material ou moral empregada contra a vontade ou a liberdade de uma pessoa é coação.
    Os maiores projetos sem estudo dos impactos que venha produzir a violência no Brasil, são criados através da ciência aprovando cientistas loucos, e o governo na falta de pessoas serias que possa fiscalizar e punir os criminosos, que estão extinguidos os rústicos empregos ou bicos dos pais de famílias pobres, que os governos empurraram ao gueto para que esses não tivessem oportunidade de alimentar as suas famílias.
    UM PEQUENO EXEMPLO: os limpadores de quintais, chácaras que foram trocadas as suas enxadas por um veneno potente, agentes químicos que mataram florestas segavam os animais, que produz câncer e polui rios, lagos e mares matando os alevinos, em seu primeiro contato e estalando os seus escritórios de prostituições e drogas, implantando a fome e a miséria em todo o mundo.
    A falta do poder de consumir nos dias de hoje, produz os aplausos de aqueles bem-sucedidos que se foram e a ira em aqueles que praticam a violência, lembrai-vos do seu passado para não ser punido no futuro.
    As faltas de fiscalização, em termo geral, são precárias em nosso país exceto as eletrônicas, que fiscalizam automaticamente, os órgãos arrecadadores não convencionais produzem muita corrupção até por interesse pela falta de fiscais ou fiscais de lei de direito e deveres de cada um que ocupa a sua posição.
    A maior violência que está acontecendo em nosso país é a falta de recuperação desta que está levando o seu carro, o casamento, a casa, o emprego, a fábrica levando a sua dignidade, e você feito cordeiro indo para o matadouro ou vocês reagem ou vocês iram deixar de existir, por fraqueza, a maior luta hoje atual O MEIO AMBIENTE A MINISTRA DO MEIO AMBIENTE, não sabe o que é o MEIO AMBIENTE e as universidades se escodem por falta de conhecimento, e alguns estudiosos disseram que 111 rios do sudoeste não tem condições de serem recuperados estes doutores do MEIO AMBIENTE estão enxergando chifres na cabeça de cavalos por se sentirem os donos do conhecimento, gostaríamos que vocês fizessem algo que não ofendesse o MEIO AMBIENTE.
    Aos senhores sábios do MEIO AMBIENTE quantos destinos vocês têm para os esgotos de nosso país.
    A violência produzida por esse governo na educação sem fronteiras, fies, Enem, ensino fundamental, a falta de creches, livros acima do conhecimento dos alunos. Ensina gays ou homossexuais para crianças ou adolescentes.
    Violência na saúde é o quadro mais humilhante para pessoas pobres que dependem deste sistema, em todas as fazendas de criatório de gado, cães e gatos com exceção do FRIBOI. São muito bem tratados contrariando a saúde pública humana para pessoas pobres, aqueles que doam sangue mais falta para eles. Já viram algum rico doando sangue? Políticos? Etc…
    Lutem pelo futuro que te espera, o MEIO AMBIENTE e segura na mão do poderoso Deus seu porto seguro.
    O PODEROSO DEUS DE ABRAÃO ESTÁ REUNINDO A SUA IGREJA.
    JOÃO DE DEUS FERREIRA. O HOMEM.

  2. agenor garcia Responder

    Caro Dudu,
    Essa aliança da Dilma com o PMDB está gerando filhos de partos a cada dia mais atravessados. O pequeno Helder,que vinha se movimentando com desenvoltura pelos canais políticos, por essa não esperava. Ou esperava, pois o seu pai, o Jader, com certeza sabia do corte orçamentário. Resta ao ministro da pesca, bater ponto e realizar pequenos atos políticos. Lá em Marabá, por exemplo, queria construir um terminal pesqueiro em área ocupada pela Divisão Fluvial da 23º Brigada de Selva. Autorizada, aliás, pelas autoridades portuárias. Detalhe, já existe em Marabá, área para este tipo de atividade.Seria contrassenso, pensar em desalojar os militares, que aliás, cercaram a área e impediram as grotescas invasões das margens do rio.Pois é, quem pensava pescar atuns, vai ter que se contentar com arirús, aqueles peixinhos piabinhas da nossa hiléia.
    Abraços,
    Agenor Garcia
    gestor ambiental.

  3. Valter Responder

    Com um corte desse tamanho, ou o Ministério fica inviável(o mais certo) ou Helder terá que pular fora desse barco. Se ficar, será um ministro medíocre, comprometendo com isto sua eleição em 2018.
    A propósito, na polêmica sobre redução de Ministérios acho que já é um sinal para a primeira degola.

Deixe seu comentário