Parauapebas: Hipólito Gomes deixa a Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão – SEMSI

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Hipólito do Nascimento Gomes esteve ontem no QG do Blog do Zé Dudu para anunciar que está deixando a Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão – SEMSI. Ele, que é formado pela Universidade Federal do Pará em Ciências Contábeis e Engenharia civil e mora há 18 anos em Parauapebas, disse que os motivos de ter solicitado ao prefeito seu afastamento são de cunho pessoal.

Hipólito acredita que uma pasta como a que está a frente assim como outras precisam de dedicação exclusiva e integral pra que tenha um bom resultado, como algumas situações pessoais precisarão de mais dedicação de sua parte, o mesmo prefere deixar a pasta, buscando evitar que o trabalho não perca a qualidade e que a população continue sendo bem atendida pela Semsi, “Temos hoje uma boa equipe e acredito que o trabalho será continuado”.

Nomeado há 15 meses quando da implantação da secretaria, Hipólito desenvolveu um bom trabalho na área de segurança do município. Entre eles podemos destacar: Curso de formação de agentes, sinalização de novas vias, implantação da fiscalização eletrônica de velocidade, e do novo sistema de transporte, assim como várias campanhas através da reestruturação do Núcleo de Educação de Trânsito, dentre elas: carnaval seguro, Calçada livre, e o Movimento Maio Amarelo. O Secretário ressalta ainda que a Defesa Civil, órgão também vinculado a Semsi, fez no ano de 2014 grande simulado de desastres e está hoje melhor preparada para casos que envolvam deslizamento de terra.

Hipólito Gomes e Seretário de Segurança Pública assinam convênio

Mas, para Hipólito Gomes, a grande conquista foi o concurso público para a implantação da Guarda Municipal. O secretário afirmou que trouxe de Belém na semana passada minuta para celebração do convênio entre a secretaria de segurança pública do Estado do Pará e a Prefeitura Municipal de Parauapebas, para que através do IESP os aprovados até a atual etapa do concurso da guarda possam passar por treinamento e finalmente serem “entregues” a população deste município, ele acredita que o convênio será publicado nos próximos dias. O secretário afirmou que o funcionamento da Guarda Municipal irá depender da estratégia do comandante da Guarda, mas que o projeto estrutural da GM prevê viaturas, cavalaria, e bicicletas e que todos os bairros de Parauapebas devem ser atendidos, porém, no início, o primeiro passo é devolver a paz e a harmonia nas praças para que as famílias possam desfrutar delas. O outro é o “Guardião Escolar, que monitorará as proximidades das escolas, trazendo tranquilidade para pais, alunos e professores. Para Hipólito, “deixar a guarda com a parte burocrática já desenrolada e pronta para treinamento e posteriormente homologação final o faz sentir a sensação de dever cumprido”.

Sobre a violência no município, Hipólito afirmou que notou durante sua gestão que era preciso diagnosticar com mais propriedade o que gerava a criminalidade em nosso município, buscando assim trabalhar de forma mais focada e objetiva, quebrando o paradigma de que a diminuição da violência se dá apenas colocando policiais nas ruas. “A segurança pública no país inteiro falhou, e falhou em um dos pilares que é a educação. Se resolve o problema da segurança publica é com educação, com projetos sociais com a geração de emprego, e inserção principalmente do jovem em atividades culturais, isso sim trará resultados no futuro”. E a guarda municipal vem com esse viés.

Ela não tem o objetivo de ser repressora, e sim de se aproximar da sociedade buscando a confiança da comunidade. “A GM tem que ser trabalhada da forma correta, para que não seja um tiro no pé”, disse o secretário.

Sobre o trânsito, Hipólito disse que também na semana passada trouxe despacho do atual diretor do Detran autorizando a confecção de minuta para celebração de convênio, visando aumentar a atribuição dos agentes do departamento municipal de trânsito, o que trará mais resultados, buscando sempre a redução dos índices de acidentes e da violência no município, já que desta forma teremos um efetivo bem maior fiscalizando e inibindo a circulação de veículos e condutores irregulares.

Sobre a fiscalização eletrônica, Hipólito afirmou que a implantação vem conscientizando de forma paulatina os condutores e já se vê uma diminuição da velocidade em vários pontos da cidade, mesmo aqueles onde não há a fiscalização eletrônica.

A Semsi vem promovendo vários cursos de formação e capacitação dos agentes no sentido de humanizar a abordagem e o atendimento ao cidadão. Segundo Hipólito, são pouquíssimas as queixas que chegam a Ouvidoria da Secretaria, mas quando estas chegam, são abertos procedimentos de apuração e o funcionário é punido caso tenha apresentado desvio de conduta. “Eu sempre digo aos agentes que eles devem sempre buscar uma abordagem mais cidadã, de forma a cada dia mais conquistar a população para o lado deles, demonstrando principalmente que estão fazendo o seu ofício.”

Quanto ao monitoramento através das câmeras, Hipólito disse que o serviço já trouxe grandes resultados principalmente ligado a elucidação de crimes, mas que o próximo passo é buscar embarcar mais inteligência ao sistema, com aquisição de licenças que permitirão emitir sinais em casos suspeitos, mesmo quando o operador não tiver observando, sendo possível detectar automaticamente por exemplo a aproximação de pessoas a bancos com capacete ainda na cabeça, ou a entrada de 2 ou mais veículos roubados no município, situações estas que despertam a atenção para a possibilidade de assalto a banco.

Sobre o Gabinete de Gestão Integrada Municipal – GGI-M, Hipólito disse que a criação do Gabinete é uma das prerrogativas para que o município possa buscar recursos junto ao Ministério da Justiça para serem investidos em segurança, mas que o mais importante é a união dos órgãos, dentre eles: Policia civil, Policia Militar, Poder Judiciário, Ministério Público, e todos os órgãos fiscalizadores do município, esta união e as ações integradas já surtiram vários efeitos positivos, inclusive na realização dos últimos eventos de carnaval e de grandes fiscalizações. “As ideias e propostas sempre saem destas reuniões, é uma grande equipe, integrada pelo bem de Parauapebas”

Hipólito Gomes deixa nesta terça-feira a Semsi. Ele será substituído interinamente por Eliésio Miranda Ferreira. Sobre seus 15 meses a frente da Semsi, Hipólito se orgulha em dizer que “deixa o que era apenas um papel e uma caneta, como  uma pasta muito organizada, e controlada, inclusive no que se refere as obrigações contraídas, e que acredita ter feito muito, mas ainda há muito a ser feito. Agradeço acima de tudo a Deus. Agradeço ao prefeito Valmir pela confiança, ao Devanir Martins pela indicação, aos meus colegas de serviço pelo empenho no trabalho, aos membros do GGI-M e do conselho da comunidade, a imprensa que sempre colaborou com nosso trabalho e a população, que nos fizeram cobranças de forma respeitosa, seja elas ligadas diretas a nossa atribuição ou a secretaria de estado de segurança pública. Foram 15 meses de dedicação exclusiva a Semsi, desisti de um mestrado e abdiquei da minha empresa, vi a importância de deixar minha contribuição com o município, e assim o fiz, me sinto feliz por ter tido esta oportunidade!, e espero ter deixado portas abertas para poder colaborar novamente no futuro”, finalizou Hipólito Gomes.

Publicidade