Parauapebas foi o maior exportador brasileiro em 2014

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Em 2014, os cinco municípios brasileiros que mais exportaram foram:

  1. Parauapebas-PA (US$ 7,619 bilhões),
  2. Rio de Janeiro-RJ (US$ 7,489 bilhões),
  3. São Paulo-SP (US$ 7,322 bilhões),
  4. Angra dos Reis-RJ (US$ 5,838 bilhões) e
  5. São José dos Campos-SP (US$ 4,595 bilhões).

Parauapebas-PA teve também o maior superávit comercial do período, com US$ 7,488 bilhões. O município foi seguido por Anchieta-ES (US$ 3,500 bilhões), Santos-SP (US$ 3,340 bilhões), Nova Lima-MG (US$ 2,664 bilhões) e Niterói-RJ (US$ 2,550 bilhões)

Os municípios que mais importaram, em 2014, foram

  1. São Paulo-SP (US$ 13,549 bilhões),
  2. Manaus-AM (US$ 12,150 bilhões),
  3. São Sebastião-SP (US$ 11,402 bilhões),
  4. Rio de Janeiro-RJ (US$ 7,872 bilhões) e
  5. Itajaí-SC (US$ 6,800 bilhões).

Se comparados com 2013, é notório a queda nos valores exportados por Parauapebas durante o ano que passou. Em 2013 o município exportou US$10.079.920.849 (dez bilhões, setenta e nove milhões, novecentos e vinte mil e oitocentos e quarenta e nove dólares), uma queda de US$2.460.562.072 (dois bilhões, quatrocentos e sessenta milhões, quinhentos e sessenta e dois mil e setenta e dois dólares). Essa queda refere-se a queda no preço do minério de ferro apresentado em 2014.

O Pará foram exportados US$14.2 bi em 2014. com destaque para os seguintes municípios:

  • Barcarena (US$2.257.864.998) – 19º no Brasil
  • Marabá US$942.256.530) – 54º no Brasil
  • Canaã dos Carajás (US$646.835.681) – 76º no Brasil
  • Belém (US$421.782.917) – 113º no Brasil
  • Ourilândia do Norte (US$328.481.272) – 155º no Brasil
  • Abaetetuba (US$243.829.170) – 161º no Brasil
  • Castanhal (US$228.496.274) – 168º no Brasil
  • Oriximiná (US$227.528.398) – 169º no Brasil
  • Ananindeua (US$214.322.726) – 176º no Brasil, 
  • Paragominas (US$177.411.615) – 208º no Brasil e
  • Curionópolis (US$671.813) – 1.398º no Brasil.