“Operação Verão 2020” já registrou 963 infrações de trânsito em todo o Pará

Os dados foram divulgados pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran), na noite de ontem (12). Do total de infrações, mais 300 são por excesso de velocidade
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) divulgou na noite de ontem (12), o balanço parcial do segundo final de semana da Operação Verão 2020. Segundo os dados, foram registradas até o início da noite 963 autuações em todo o Pará, sendo mais de 300 registros relacionados ao excesso de velocidade, que foram captados pelos radares portáteis.

De acordo com o Detran, 230 agentes de educação e fiscalização estão atuando na operação, distribuídos em 35 municípios para garantir a segurança viária dos veranistas. O trabalho consiste em ordenar o fluxo nas estradas e acessos aos balneários, além de assegurar o cumprimento das medidas de enfrentamento da Covid-19, conforme decreto estadual e as diretrizes dos municípios.

O balando apresentado mostra que, entre as infrações mais comuns cometidas pelos condutores e autuadas pelos agentes, estão: o não uso do capacete por motociclistas, transitar com o farol apagado nas rodovias, veículo com licenciamento anual em atraso e condutor dirigindo sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os agentes de fiscalização também estão empenhados na Operação Lei Seca, que tem como objetivo combater a combinação nociva entre álcool e direção.

No total, 31 condutores foram autuados por dirigir sob influência de álcool. Em nove condutores, segundo o Detran, o nível de álcool ultrapassou 0,34mg/l, configurando crime de trânsito e não mais uma simples infração.

Esses condutores foram presos em flagrante. Seis dessas prisões aconteceram em Salinas e três em Barcarena.

“Nosso trabalho é reduzir os riscos, fazer com que as pessoas cheguem ao seu destino com segurança. Por isso, a tolerância é zero em relação à alcoolemia. A equipe de Educação do órgão faz o trabalho preventivo, de conscientização dos condutores, que, em muitos casos, dá resultado, com as pessoas respeitando a lei. Mas, quando isso não acontece, entra em ação nosso time da fiscalização, que atua com o rigor necessário para preservar a integridade física de todos que estão nas vias”, observa o diretor técnico-operacional do Detran, Bento Gouveia.

As blitz educativas são realizadas nos locais de maior concentração de pessoas no veraneio, como Mosqueiro, Salinas, Marabá e Santarém. Segundo o Detran,  nas ações é feita a orientação quanto aos principais fatores de risco no trânsito, como excesso de velocidade, o não uso do capacete, não uso da cadeirinha para crianças, alcoolemia e a combinação direção e celular, entre outros.

Além disso, também é feito o controle dos protocolos sanitários de segurança em decorrência da Covid-19. O abalanço apresentado mostra que nos últimos três dias seis acidentes foram registrados na rodovia BR-316, apenas com danos materiais; um acidente em Salinas, com a vítima sendo encaminhada para atendimento no hospital; e um acidente em Tucumã, no sudeste do estado, com vítima fatal.

Ainda não entrou nas estatísticas do órgão o acidente registrado no final da tarde de ontem, em Santana do Araguaia, no sul do Pará, onde uma pessoa morreu na capotagem de um veículo. A atuação dos agentes do Detran na Operação Verão vai até 3 de agosto, com fiscalização e trabalhos educativos nas vias de acesso aos principais balneários da Região Metropolitana de Belém e dos municípios do interior. (Tina Santos- com informações da Agência Pará)

Publicidade