Parauapebas

Operação Tipiti prende quatro em Parauapebas

Durante a Operação Tipiti, deflagrada em todo o Estado pela Polícia Civil, cujo objetivo é dar cumprimento a mandados de prisão decretados pela Justiça contra pessoas que respondem pela autoria de crimes diversos, foram presos em Parauapebas: Leandro Cardoso da Silva, acusado de roubo em Barcarena; Marcos Augusto Gomes Soares, também acusado de roubo, em Luzimangues (TO); Laidson Amorim Bessa, acusado de roubo em Parauapebas; e Josiel de Moura Sousa, acusado de homicídio.

Em todo o Estado estão em atuação 458 policiais civis com utilização de 147 viaturas policiais. No interior, a operação conta com atuação de mais de 270 policiais civis de delegacias situadas em 13 regiões do Pará.

Na capital, os presos são conduzidos para as Unidades Policiais, nos casos em que houver lavratura de prisão em flagrante. Eles passam por exames periciais e procedimento de identificação civil na sede da Delegacia-Geral (DG), em Belém.

O nome da operação – Tipiti – é uma alusão a um tipo espremedor feito de palha trançada muito usado no Pará para escorrer e secar raízes de mandioca, planta usada na extração do tucupi, ingrediente fundamental usado no preparo de alguns dos principais pratos da culinária paraense.

É uma alusão também ao Círio de Nazaré, como forma de resguardar a segurança pública às vésperas das festividades em homenagem à padroeira do povo paraense.

(Caetano Silva com informações da Ascom da Polícia Civil)

Deixe seu comentário