NO DIVÃ

Continua depois da publicidade

A cúpula do PT se reúne hoje em Brasília tentando entender por que a popularidade recorde de Lula não rendeu ao partido tanto quanto esperado nas urnas.
Foram 550 prefeituras conquistadas no domingo, contra previsão de pelo menos 700. E apenas 1% a mais de votos do que em 2004 – menos do que o crescimento do eleitorado, de 7,5%. Enquanto apontam publicamente as perdas sofridas pela oposição, líderes petistas admitem, em privado, que algumas “realidades locais foram subestimadas”.
“O partido passou a campanha achando que bastava Lula mandar que o eleitor votaria”, diz um integrante da direção.
Os resultados pendentes em São Paulo, Salvador e Porto Alegre farão toda a diferença no balanço final.

Fonte: Folha de São Paulo