Mulher com suspeita de coronavírus é retirada do ônibus na rodoviária de Belém

Dentro do ônibus estavam moradores de Canaã, Parauapebas e Marabá que fazem tratamento na capital
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Os passageiros do ônibus da JJ Turismo, que faz linha Belém-Canaã dos Carajás, chamaram a polícia e a Vigilância Sanitária para denunciar uma mulher que estaria em quarentena por causa coronavírus. A confusão aconteceu na noite desta sexta-feira, 20, no Terminal Rodoviário de Belém.

Segundo uma passageira, que pediu para não ser identificada, a mulher teria conversado com a mãe, por telefone, afirmando que deu positivo o teste que fez para coronavírus, depois que chegou de São Paulo. “Os passageiros que ouviram a conversa, nos contaram o que aconteceu e a maioria decidiu que o ônibus não sairia do terminal com a mulher doente”, explicou a autoridade policial.

Alguns passageiros são pacientes de Marabá, Parauapebas e Canaã dos Carajás que viajaram para Belém para fazer o Tratamento Fora de Domicílio (TFD). “Nós temos aqui no ônibus idosos. Temos um senhor que fez cirurgia no peito e crianças com baixa imunidade. Nós não podemos ficar aqui nessa situação”, disse preocupada uma moradora de Parauapebas, que estava acompanhando a mãe em tratamento.

Os bombeiros e a polícia conseguiram retirar a mulher do ônibus e ela ficará em Belém, em isolamento. Os outros passageiros foram orientados para que, ao chegarem no destino, façam o isolamento e comuniquem o caso aos órgãos competentes. O ônibus da JJ Turismo, que deveria sair às 19h30, deixou o terminal rodoviário quase quatro horas depois.

Nós não conseguimos contato com a empresa JJ Turismo e com o Terminal Rodoviário de Belém para comentar o caso.

Publicidade