Mão de obra desqualificada

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A cada R$ 100 gastos com o seguro-desemprego, o governo federal investe apenas R$ 1 em programas de qualificação da mão de obra. No Estados Unidos, para cada US$ 100 gastos com o benefício aos desempregados, o governo de Barack Obama gastou US$ 11,25 com qualificação no ano passado, informa o Valor Econômico. O descompasso entre as duas despesas no Brasil preocupa desde técnicos do governo até empresários, que apontam a falta de qualificação dos trabalhadores como um dos principais entraves ao crescimento econômico. Sete em cada dez empresários sofrem com a falta de qualificação profissional de seus funcionários, de acordo com pesquisa da Confederação Nacional da Indústria.

Publicidade