MEIO AMBIENTE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Gerência de Fiscalização de Áreas Degradadas (Gerad), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), divulgou o balanço parcial das autuações feitas durante a Operação “Sudeste Paraense”, que fiscalizou vários empreendimentos nessa região do Estado. A operação começou no dia 14 deste mês, conforme noticiou este bloger, e prosseguiu até a sexta-feira, 25.
O objetivo era vistoriar siderúrgicas, loteamentos, obras civis, matadouros, frigoríficos, mineradoras e projetos de reflorestamento. Além da Sema, participaram da força-tarefa o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) do Pará e equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.
O frigorífico Regiene Barcelos, em Parauapebas, recebeu um auto de infração por poluição do solo e pela construção de um galpão sem LO.
Já o Matadouro Catalão recebeu três autos por estocar madeira sem comprovação legal de origem. As infrações do matadoutro incluem poluição do solo e descumprimento de condicionantes.
O loteamento W. Torres foi duas vezes autuado pelo não cumprimento das fases do licenciamento ambiental e trabalhar sem LO.

Deixe seu comentário

Posts relacionados