Marabá vai sediar 11ª edição dos Jogos Estudantis Paralímpicos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O ano de 2018 é especial para os Jogos Estudantis Paraenses (JEPs), que completam 60 anos, enquanto que os Jogos Estudantis Paralímpicos chegam a 11ª edição com uma novidade: a descentralização das atividades para municípios de outras regiões do Estado. Marabá foi a cidade escolhida para sediar a etapa estadual, que será realizada no período de 27 a 30 de junho.

Nesta quinta-feira, 15, foi montado no Centro Regional de Governo do Sudeste do Pará, em Marabá, o comitê gestor local do evento, realizado pelo Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) da Secretaria de Estado de Educação e 4ª Unidade Regional de Educação (4ª URE), que engloba 13 municípios da região.  Entre os membros da comissão estão representantes das Secretarias de Saúde e Educação de Marabá, Hospital Regional Doutor Geraldo Veloso, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Para Marcelo Araújo, coordenador da Educação Especial da 4ª URE, a realização da etapa dos Jogos Paralímpicos na região vai promover maior visibilidade para o processo de inclusão da pessoa com deficiência. “O objetivo principal do evento é que seja difundida a modalidade esportiva paralímpica nas suas diversas categorias. Um evento como esse pode despertar a sociedade para começar a treinar as equipes para concorrer nas etapas estadual e nacional”, destacou.

Bocha-de-Marabá-vai-participar-dos-Jogos-Paralímpicos

A coordenadora do Núcleo de Esporte e Lazer da Seduc, Ana Glória Guerreiro, esclarece que a inauguração do Centro de Convenções oportunizou realizar o evento em Marabá, uma forma de reconhecer a participação dos atletas da região nos jogos.

Quem se classificar na etapa estadual vai poder participar da Paralimpíada Escolar Nacional, que será de 19 a 24 de novembro, em São Paulo. Segundo Ana Glória, o evento deve reunir cerca de 250 atletas em quatro modalidades individuais (judô, natação, tênis de mesa e atletismo) e nas modalidades coletivas (paravôlei, futebol de cinco e sete, goalball e basquete em cadeiras de rodas).

A coordenadora do NEL pontua que o evento também quer chamar a atenção dos empresários para o apoio ao esporte paralímpico, já que os atletas estão chegando a níveis de maiores rendimentos.

Outra novidade para a região é a escolha da cidade de Marabá como uma das sedes da ação global “Movimento Paralímpico”, organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, que será realizado no dia 22 de setembro. O evento faz parte do “Projeto Dia Paralímpico Nacional”, que pretende atender mais de sete mil crianças e adolescentes com deficiência física, visual e intelectual, em três modalidades esportivas paralímpicas, em todos os estados do país.

(Kelia Santos – Agência Pará)