Marabá: HRSP realiza cursos de boas práticas para dar mais segurança aos pacientes

Os cursos têm o objetivo de reforçar metodologias assistenciais, que valorizam o cuidado humanizado aos pacientes na casa de saúde, que é referência para mais de um milhão de pessoas em 22 municípios do sudeste do estado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, vem promovendo cursos de capacitação aos colaboradores da unidade com o objetivo de reforçar metodologias assistenciais, que valorizam o cuidado humanizado aos pacientes. A inciativa ganhou enfoque dentro da programação alusiva ao Mês da Segurança do Paciente, celebrado em setembro.

As capacitações do projeto, que é realizado pelo Núcleo de Educação Permanente (NEP), são realizadas por 73 enfermeiros do HRSP, com que dão enfoque à importância da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE). O SAE é uma ferramenta metodológica que garante a precisão e a coesão no cumprimento do processo de enfermagem e de atendimento aos pacientes.

Segundo a enfermeira, Paula Dorighetto, o SAE é uma metodologia implementada no país pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) que, na prática, implantou os processos de enfermagem, tornando a assistência mais sistemática e organizada. “Os processos de enfermagem se organizam em cinco etapas: a coleta de dados, o diagnóstico de enfermagem, planejamento, implementação e avaliação. Todas elas contribuem para um atendimento mais seguro, especializado, humanizado e proporciona uma melhor experiência ao paciente”, explica a enfermeira do HRSP.

Enfermeiros recebem manual técnico direcionado ao perfil de atendimento da instituição

A profissional ainda ressaltou que, para reforçar o aprendizado durante as capacitações, foi produzido um manual técnico direcionado ao perfil de atendimento da instituição, que irá ajudar os profissionais de enfermagem a realizar uma assistência de qualidade.  Para contribuir com um modelo assistencial que visa um cuidado completo e individualizado dos pacientes, o Hospital Regional do Sudeste implantou, no ano passado, a participação do enfermeiro hospitalista, profissional que contribui com a segurança e gestão clínica dos pacientes internados, no planejamento da assistência e otimização dos processos de enfermagem na unidade.

Segundo o diretor Assistencial do HRSP, Rosialdo Lobato, o enfermeiro hospitalista atua como uma ponte em um modelo horizontal entre todos que prestam assistência na instituição, sendo essencial no atendimento integrado do paciente, em conjunto com o médico e toda a equipe multiprofissional. “Nós temos hoje cinco enfermeiros hospitalistas no HRSP, que contribuem para a segurança dos nossos pacientes. São profissionais altamente qualificados, que atuam fortalecendo o planejamento dos cuidados prescritos, desde a entrada do usuário até a sua alta hospitalar”, destaca o diretor.  

Workshop – Ainda dentro da programação do Mês da Segurança do Paciente e visando fortalecer a cultura de segurança institucional, o Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do HRSP promoveu, de 13 a 20 de setembro, um workshop sobre as Seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente. A programação contou com dinâmicas, treinamentos e atividades lúdicas, voltadas as equipes assistenciais e administrativas.

As seis metas, estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), envolvem a identificação correta dos pacientes, comunicação efetiva, segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos, cirurgia segura, higienização das mãos e prevenção de quedas e lesão por pressão.

O hospital público, que pertence ao governo do estado e é gerenciado pela entidade filantrópica Pró-Saúde, é referência para mais de um milhão de pessoas de 22 municípios da região sudeste na prestação de serviços como ortopedia-traumatologia, cardiologia, oftalmologia, cirurgia plástica reparadora, hemodiálise e até partos de alto risco.

Tina DeBord – com informações da Ascom HRPS