Parauapebas

I Encontro pelo SIM 77 de Parauapebas

Sabendo que existem profundas desigualdades entre nossas regiões, seja territorial, política, social ou econômica, e impulsionado por essas razões, a Frente Pro Criação do Estado do Carajás irá realizar um …

Sabendo que existem profundas desigualdades entre nossas regiões, seja territorial, política, social ou econômica, e impulsionado por essas razões, a Frente Pro Criação do Estado do Carajás irá realizar um momento de discussão sobre o estado de Carajás em Parauapebas com a seguinte pauta:

1 – A campanha do SIM nos municípios; 2 – Palestra sobre o estado de Carajás e Tapajós; 3 – Orientação sobre a carreata, EU VOTO CARAJÁS SIM E SIM!; 4 – Construção de um calendário de atividades até o dia D.

O evento acontecerá amanhã (18), às 18 horas, na Praça de Eventos (em frente a Câmara Municipal), em Parauapebas e espera contar com você, que é formador de opinião e ocupou de fato essa região e quer possuir de direito o território, para debater esse novo estado que certamente terá uma sociedade e um governo mais inclusivos, com melhor distribuição de renda, gerando mais empregos, com boa saúde, educação e moradia digna. O estado do nosso sonho!

Não falte! Sua presença é essencial para o fortalecimento dessa causa.

No sábado, 19, acontecerá a primeira grande carreata em prol do SIM 77 em Parauapebas. Partirá da viaduto na entrada da cidade e percorrerá vários bairros mostrando a força do SIM. Essa carreata pretende ser a maior já vista no município, conhecido por promover grandes carreatas durante as companhas políticas, já que essa causa é de todos.

3 comentários em “I Encontro pelo SIM 77 de Parauapebas

  1. Senna Responder

    “…você, que é formador de opinião e ocupou de fato essa região e quer possuir de direito o território”

    Zé isso chama-se desespero, muito além da simples apelação.

    Espero que vc tenha a mesma disposição e entusiasmo depois da vitória do não para fazer valer “uma sociedade e um governo mais inclusivos, com melhor distribuição de renda, gerando mais empregos, com boa saúde, educação e moradia digna. O estado do nosso sonho!”. Eu vou estar junto com vc nesse objetivo, pode contar comigo.
    NÃO e NÃO! NINGUÉM DIVIDE O PARÁ!

  2. Taís Responder

    Caro Luis, representatividade política dentro do Estado do Pará mão resolve nada, porque já se sabe que a arrecadação não é suficiente para desenvolver um estado tão grande e de nada adianta lutar por recursos que não existem.

    A representatividade política que pode fazer diferença é no congresso nacional e isto só teremos se a população aumentar, o que é difícil porque ninguém vai querer vir para uma região onde o governo se encastela há quase mil quilômetros de distância.

    A outra opção é dividir o território formando novos estados, que garantirão, no mínimo 8 deputados federais e 03 senadores cada um.

    Não vamos criar 03 estados pobres. Vamos criar um estado que ja nasce estruturado, o Novo Pará, e mais dois que irão atrair investimentos a partir do momento em que o estado estiver presente e a população não precisar se deslocar mil quilômetros por estradas esburacadas apenas para resolver um mero problema administrativo.

    A divisão deixou de ser uma escolha para se tornar uma necessidade, se quisermos ter desenvolvimento e qualidade de vida para esta população carente de tudo.

  3. Luis Fonteles Responder

    Cheguei em Paraupebas em 1981 juntamente com a Vale inicio da expansão do projeto carajás, tempos áureos, Acho uma imbecilidade transformar 1 estado rico em 3 estados probres, será novas Roraimas da vida, Novos Acre que vivem exclusivamente da dependencia dos recursos federais, o que falta ao sul do Pará, e ao Tapajós e falta de representatividade Politica, esse papinho que estamos a mais de 800 km da Capital no mundo globalizado isso é uma tremenda mentira, sim pode se governar até do japão um estado, o que se precisa é o povo criar vergonha na cara e escolher seus representantes políticos,não adianta eleger fulano deputado estadual, sicrano deputado federal se eles não tem comprimisso pela nossa região.

Deixe seu comentário