Gran Prix Paraupebas de judô 10 anos, promete agitar o ginásio poliesportivo no próximo fim de semana

Cerca de 250 judocas estarão em combate no tradicional festival promovido pela Associação Esportiva e Paradesportiva do Pará (AEPA).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um dos eventos de judô mais aguardados do estado do Pará, está completando uma década de existência e para as comemorações a Associação Esportiva e Paradesportiva do Pará (AEPA) com o apoio da Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) deve realizar um dos maiores festivais da história com uma programação durante três dias seguidos. Na sexta feira, 01, os atletas passarão pela análise de pesagem, no sábado, 02, os judocas se enfrentarão nos tatames e domingo, 03, a grande final. Oito categorias vão disputar o pódio: Sub 13 (de 11 a 12 anos), Paralímpico ( atletas alto rendimento), Sub 15 ( de 13 a 14 anos),  Sub 18 ( de 15, 16 e 17 anos ),  Sub 21 ( 18, 19 e 20 anos),  Sênior (acima de 21 anos),  Master (a partir de 30 anos) e a categoria Festival Mirim no qual atletas de 04 a 08 anos, independentes de vitórias ou não, receberão medalhas de ouro, como um incentivo oferecido pelos organizadores.

As inscrições para o 10º Gran Prix Parauapebas de Judô, aconteceram de 01 a 25 de setembro pelo e-mail disponibilizado pela AEPA e alguns atletas de peso devem aparecer .Os belenenses Rafael Ribeiro da categoria sênior -100 (de 91 kg a 100 kg); Geraldo Magela, sênior + de 100 e Luana Gouveia atleta sênior – 70, estão entre os judocas com histórico em grandes competições mundiais  e  vão representar a capital do Pará. O atleta paralímpico da Seleção Brasileira de Judô, Thiego Marques, também entrará na disputa, defendendo o título por Parauapebas pela categoria 60 kg ligeiro.

 O comando dos apitos será feito pela equipe de arbitragem da Federação Paraense de Judô (FPAJU), seguindo as mesmas normas internacionais de judô.  O estilo de premiação será o quadro olímpico de medalhas, além de troféus para a maior delegação do interior do Pará, a maior delegação Geral e a maior delegação Máster. Segundo a entidade organizadora, umas das exigências feitas pela Federação Internacional de Judô (FIJ) é que todos os atletas façam o teste PCR -RT (Exame que atua detectando o material genético do vírus da Covid 19) antes de entrarem para combate, para isso, uma equipe médica estará à disposição no local.

“Há 10 anos quando o festival nasceu, o objetivo era a integração entre as categorias, porém o evento cresceu e se tornou uma referência até internacional. O Gran Prix de 10 anos , seria ano passado, mas a pandemia nos impediu, então vamos comemorar a décima edição esse ano, com um sentimento de saudade e por isso vamos homenagear algumas personalidades  com o “Mérito Judôista Antônio Cordeiro Soares”, que foi um dos grandes incentivadores  para que o Gran Prix se mantivesse até hoje, mas em junho de 2021, faleceu por motivos de saúde. O judô era uma arte marcial no qual o Antônio se orgulhava. Outro ponto importante é que vamos realização de teste de Covid para os atletas e assim certificarmos todos os cuidados.”, declarou o Sensei Antônio Sergio, idealizador do festival. 

 A cerimônia solene será no sábado, 02, a partir das 8h30 e um dos convidados especiais será o secretário Geral da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CDVB), Helder Maciel Araújo, o presidente da Comissão de Atletas de Judô da CBDV, Hályson Boto o presidente da Federação Paraense de Desportos Visuais (FPDV), Thiago Ferreira da Silva.  Os portões do ginásio Islander Sousa, estarão abertos ao público, porem será necessário o uso de máscaras e fica proibido o consumo de bebida alcoólica no local. A programação completa está disponível no site da AEPA, no link aepa.org.br/notícias.

BREVE HISTÓRICO SOBRE A AEPA

Atualmente a entidade está sob o comando do presidente Hamilton Moraes e compõem o quadro de 12 professores ( senseis ).  Sendo uma instituição sem fins lucrativos onde são desenvolvidas atividades sociais esportivas de artes marciais como judô e jiu-jitsu, na preparação de crianças a partir de 04 anos até adultos na faixa etária 75 anos. A AEPA é uma das entidades beneficiadas com o termo de fomento esportivo fornecido pela Prefeitura de Parauapebas a todas instituições que se enquadram nos requisitos exigidos para celebrarem o convenio, e assim executarem suas atividades. Desde a fundação da AEPA em 2013, mais de 2000 alunos já passaram pelo seu dojo (destinado ao treino de artes marciais japonesas).

 Um dos nomes de destaque é Thiego Marques, ex aluno da escolinha de judô da Semel, ele passou a integrar o quadro de alunos da AEPA após atingir o perfil profissional da modalidade. Agora o judoca é um dos nomes que compõe o quadro de convocações da Seleção Brasileira Paralimpica de Judô para mundiais, antes de chegar à elite do judô, foi aluno do professor Antônio Sérgio, o idealizador do Gran Prix (Grande Prêmio de Judô 2021).

Atualmente são quase 500 alunos estão matriculados na AEPA e distribuídos entre as unidades dos bairros Da Paz localizada na rua Castro Alves nº 179, no bairro Cidade Nova, na rua 05, nº 227, Complexo Altamira na rua Amsterdan s/n e Complexo VS10, na avenida principal VS s/n. Todas as aulas funcionam de forma gratuita para a população de 8h30 às 17h45 de segunda a sábado.

Por Cleidi Rodrigues /Comunicação Semel com informações da AEPA