Governo entrega 574 cestas com alimentos a atingidos por enchente em Marabá

Além das cestas, o governo do Estado trabalha ainda para garantir o repasse de outros materiais que foram destinados pela Defesa Civil
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O governador Helder Barbalho (MDB) entregou nesta quinta-feira (11), 574 cestas básicas para famílias impactadas pela enchente em Marabá. A entrega, realizada com o apoio dos Bombeiros e Defesa Civil Estadual e Municipal, priorizou os moradores que precisaram deixar suas casas devido a cheia do rio. Os profissionais que estão com dificuldades em conseguir renda para o sustento familiar, neste momento de enfrentamento ao novo coronavírus, também foram contemplados com a ação social. 

“Já nos colocamos à disposição da prefeitura para toda e qualquer assistência necessária para essas famílias. Além disso, estamos viabilizando cestas de alimentos para os profissionais liberais e pessoas que atuam em atividades que neste momento estão com restrições para conseguir o alimento necessário para atravessar esta segunda onda da pandemia”, destacou Helder Barbalho.

Com duas crianças pequenas e ainda sem muita certeza sobre quando vai poder voltar para casa, a dona de Casa Maria Eduarda da Silva, de 18 anos, considera que a ajuda recebida foi imprescindível. “Eu tenho dois filhos e essas cestas vão me ajudar com certeza. Nunca faltou comida em casa, mas estávamos preocupados com a situação. Chegou sim, em boa hora”.

Além das cestas com alimentos, o governo do Estado trabalha ainda para garantir o repasse de outros materiais que foram destinados pela Defesa Civil. O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Hayman Souza, destacou que “As ações ainda vão continuar, não só com cestas básicas, mas também com kits humanitários disponibilizados pela defesa civil estadual para o município”.

O comandante dos Bombeiros do Estado do Pará explicou ainda que a frente de atuação não é apenas na área de assistência social, mas também no monitoramento do movimento das águas. “Estamos monitorando constantemente o rio que nesta quinta-feira chegou a 9,70. Isso representa uma diminuição, uma vez que o rio já esteve em 10,70. Nos últimos dias a água vem baixando e nós continuaremos com o trabalho de monitorar”, frisou Hayman.

Atendido durante a ação desta quinta-feira, o pedreiro Antônio Sebastião de Souza, sentiu-se grato pelo apoio dado pela gestão estadual às centenas de famílias marabaenses. “Nós estamos recebendo essa ajuda pela primeira vez, neste ano. Temos uma família com 10 pessoas morando neste abrigo e todas estão gratas. A gente agradece ao governador porque a ajuda chegou numa hora muito boa”.

(Fonte: Agência Pará)