Gov. Simão Jatene pagará retroativo e piso salarial para os professores

O governo do estado honrou os compromissos assumidos no acordo judicial com os servidores da Educação do Pará. que pôs fim à greve em 18 de novembro de 2013.Ontem à …

professor  placa  profissão

O governo do estado honrou os compromissos assumidos no acordo judicial com os servidores da Educação do Pará. que pôs fim à greve em 18 de novembro de 2013.Ontem à tarde, na Secretária de Administração (Sead), já dispõe dos R$ 5,1 milhões destinados ao pagamento da primeira parcela referente ao Piso Nacional do Magistério retroativo a 2011, para 41 mil servidores ativos e aposentados da área da educação. A informação foi fornecida durante reunião entre a equipe do governo e uma comissão do Sintepp [Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Pará]. O prazo máximo para pagamento do retroativo 2011 é o próximo dia 14 e será feito em folha suplementar. O valor que cada um vai receber depende do salário. O cálculo total estimado dessa dívida é de cerca de R$ 72 milhões, paga a cada quatro meses, dependendo do crescimento real de receita do Estado.
Além disso, o reajuste de 8,32% no Piso Salarial dos professores, anunciado anteontem pelo Ministério da Educação, já está assegurado pelo governador Simão Jatene na folha de pagamento de fevereiro, com retroativo a janeiro deste ano. Com o aumento, um professor de nível superior, com jornada de trabalho de 200 horas/aulas, em início de carreira, receberá R$ 4.319,00 e, em nível final, R$ 6.812,77. A média de remuneração da categoria é de R$ 5,4 mil.

5 comentários em “Gov. Simão Jatene pagará retroativo e piso salarial para os professores

  1. PROF. ESP.JORGE ZOROASTRO Responder

    O problema maior na área da educação é a falta de capacitação dos Professores; principalmente nas séries iniciais. O professor não está preparado, portanto, o alicerce da educação é a base. Investir em projetos voltados para a leitura, para que o aluno sinta prazer de ler. Quanto à questão salarial, os governantes precisam atentar para a questão da reforma tributária; não adianta reajustar os salários se o imposto de renda corrói o salário do Professor.

  2. Fábio Alexandre Responder

    O grande problema é que nem todos os professores tem 200 horas, boa parte tem 100 horas apenas.

  3. Valdecy Alves Responder

    Assista ao documentário gravado por Dr.Valdecy Alves em que debate as principais violações à Lei do Piso do professor, Lei Federal nº 11738/2008, gravado na manhã de 06/03/2014. Além da análise de cada uma das violações desde 2008, demonstra as principais fraudes praticadas contra direitos dos professores contidos na lei e da educação de qualidade. http://valdecyalves.blogspot.com.br/2014/03/documentario-sobre-lei-do-piso-violada.html

  4. José Augusto Ribeiro da Silva Responder

    Senhores, é tão notória a falta de zelo pela educação no Brasil que gera suspeita de intencionalidade, e esta falta de zelo vem de cima(a começar das políticas para a educação como: salário,condições de trabalho e plano de carreira), este problema é tão grave que os colegas que chegam nas faculdades para os cursos de graduação e mestrado nas área da educação, recebem chacota dos outros por terem escolhido a educação. Outro caso muito engraçado. Depois do bum da ideia do fim da palmada, quase que simultaneamente dispara-se o aumento incontrolável da população carcerária, isto sem falar nos que estão fora aprontando tudo de mal com o cidadão. Agora vejam só: um cidadão que não teve acesso aos métodos (ditos corretos ou formais) de educação familiar e que só conhece o grito a palmada e o cipó, o país não lhe dá outros meios, pelo contrário lhe tira os que tinha. para mim a situação piorou. E agora? Os políticos brasileiros foram tão longe na sua fomes de explorar o cidadão que seus salários são três vezes a média mundial e em geral com dois mandatos resolvem sua vida financeira e as dos filhos e netos, legislando a favor de si próprio e contra o cidadão. Da qui a pouco vão ter que cobrar impostos dos encarcerados, porque a renda de quem trabalha aqui fora não vai dá para se sustentar, sustentar políticos da categoria que temos e encarcerado.

  5. Pers Picácio Responder

    Professores têm mesmo que reinvindicar, governos têm que honrar. Professores devem ser bem remunerados, mas os alunos precisam ser mais preparados. Não é isso que existe no Brasil. Vejamos o que diz a UNESCO publicado em toda imprensa mundial:
    “A UNESCO contestou os números do governo sobre a Educação brasileira e afirmou que o Brasil está entre os 10 piores países em déficit de escolas para a educação infantil e em analfabetismo adulto. Mente, PT.”

Deixe seu comentário