Ex-presidiária esfaqueada seis vezes em tentativa de homicídio

A mulher foi atacada no meio da rua e pode ter sido vítima de acerto de contas com traficantes ou integrantes de facção
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por volta das 23h50 de ontem, segunda-feira (16), a Polícia Civil e a Polícia Militar foram comunicadas, pelo Centro de Controle Operacional (CCO), de que uma mulher havia sido esfaqueada e estava caída em frente ao bloco 17, do Residencial Alto Bonito, em Parauapebas. No local, ela estava nua da cintura para cima e contou que “passou horrores” nas mãos de um indivíduo que tentou matá-la a golpes de faca.

Identificada como Edneia Campos Lima, 32 anos, a mulher foi golpeada seis vezes e um dos cortes lhe atingiu a garganta, como se homem quisesse decapitá-la. Moradores do local ouviram os gritos desesperados da mulher, pedindo por socorro, enquanto o agressor, estranhamente gritava também alto repetindo as palavras “tudo três, tudo três”.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) assim como o Resgate do Corpo de Bombeiros foram chamados e a resposta de ambos foi de que as ambulâncias estavam atendendo a outras ocorrências.

Depois de muita espera pelo socorro, que não chegou, os próprios policiais civis conduziram Edneia para o Hospital Municipal de Parauapebas (HMP). Indagada sobre o homem que a atacou, ela, demonstrando medo de falar, preferiu não revelar a identidade do agressor.

Ex-presidiária, Edineia Campos Lima já respondeu a vários processos na Justiça pelo crime de tráfico de entorpecentes e, agora, pode ter sido vítima de acerto de contas de dívida pendente com traficantes ou com alguma das facções que dominam as cadeias. A tentativa de homicídio será investigada pela Polícia Civil.

(Caetano Silva)

Publicidade