Escolha de “furacão” do viaduto de Parauapebas começa terça-feira

Prefeitura projeta gastar quase R$ 10 milhões com o projeto, que contempla cruzamento de nível com inserção de semáforo, recauchutada no paisagismo, novas calçadas e até ciclovias.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Nesta quinta-feira (6), a Prefeitura de Parauapebas deu start, via Diário Oficial da União (DOU), a uma empreitada que mudará radicalmente o visual da cidade. É a demolição do viaduto, antes não muito acreditada pelos moradores. A pista — situada no entroncamento entre as rodovias PA-275, de acesso a Eldorado do Carajás, e PA-160, rumo a Canaã dos Carajás — faz parte da cena histórica da capital do minério.

Só para constar, Parauapebas entrou em 2020 com frota genuína de 100 mil veículos, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), além de outros 20 mil carros e motos que circulam no município, mas que são de fora. Segundo a Semob, com a demolição, será implantado um cruzamento de nível com dimensões apropriadas e controle de tráfego por semáforo. “O perímetro vai receber novo sistema de drenagem, pavimentação asfáltica, canteiros, gramados e arborização, calçadas em ladrilho hidráulico e blocos intertravados, além de ciclovias”, descreve o titular da pasta, Wanterlor Bandeira.

Construção e reforma de equipamentos públicos

Publicidade